As barreiras nas estradas de Luanda, os testes com bafómetro aos automobilistas, bem como a realização de “Operação Stop”, com o uso de cones e outros dispositivos de sinalização, usados pela Polícia Nacional, estão suspensos temporariamente, desde quarta-feira, para acautelar comportamentos excessivos por parte de alguns agentes, quando do cumprimento das atribuições.

De acordo com uma nota do Departamento de Trânsito e Segurança Rodoviária do Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional, a medida orienta os efectivos apenas efectuarem o patrulhamento auto, à noite, para possíveis intervenções em caso de acidentes ou regularizar o movimento nas estradas.

A corporação deverá gizar um plano de “Operação Stop”, planificado quinzenalmente
e devidamente aprovado superiormente, com base em acções direccionadas, de acordo com as contravenções tidas como preocupantes em cada território, diz a nota.

Em declarações à Rádio Luanda, o porta-voz do Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional, Nestor Goubel, disse que, “de agora em diante, a actuação da corporação será pedagógica, de modo a contribuir para a protecção da vida dos utentes da via e prevenção de acidentes”.

Relativamente às “Operações Stop”, salientou que essas não podem servir de embaraço ao trânsito, devendo acontecer com base numa planificação, tendo em conta uma condição específica, com carácter preventivo.