Concertos intimistas aproximam Sandra Cordeiro do seu público

0
161

Sandra Cordeiro, a voz do afro-jazz angolano regressa com concertos intimistas. A Da Banda, juntamente com a jovem cantora têm vindo a preparar este novo formato de concerto, que pretende que seja mais próximo do público, ou nas palavras de Sandra, “pequeno, marcante e contagiante”. Dia 1 de Fevereiro no Espaço Bahia e dia 8 de Fevereiro no Espaço Verde de Caxinde, a partir das 19 horas.

Sandra traz-nos Luandense, o seu álbum de confirmação enquanto intérprete e música e recupera algum dos seus êxitos anteriores. Este é um álbum que traz estilos musicais nacionais e fusões internacionais, num jogo de sensações que nos mostra quem Sandra Cordeiro é: uma luandense, de pés bem assentes na terra que a viu crescer e com os olhos no mundo intercultural que a rodeia. Assim, o público pode esperar um concerto cheio de ritmo, num registo informal e espontâneo. “Quero estar próxima do meu público”, conta Sandra, “sinto-me muito inspirada e quero que estes concertos intimistas tenham esse tom, quase como se convidasse as pessoas para a sala de minha casa e fossemos uma família. Quero dar aos meus ouvintes, aos meus fãs um show aconchegante mas não monótono. Quero que sintam a força e a melodia mas também o groove e o swing da minha música e da minha voz.”

Para o Espaço Bahia e para o Espaço Verde de Caxinde, Sandra Cordeiro promete uma hora de surpresas, uma hora de música envolvente e marcante e só tem um desejo: “que as pessoas saiam a conhecer quem sou e o que represento”.

Para poder assistir ao concerto, o público deverá fazer a reserva pelos terminais 926447007, 916116600 ou 913739389 e poderão habilitar-se a receber um CD autografado pela artista.

Recorde-se que Sandra Cordeiro chamou a atenção do público nacional e internacional com o seu primeiro trabalho, Tata Nzambi e que, desde então, já arrecadou inúmeros prémios, dos quais se destaca: Voz da Spin 2006, Prémio Canção de Luanda 2006, em inúmeras categorias, Prémio Revelação Voz Feminina 2009, entre outros, destacando-se fora de Angola com a nomeação para o prémio Prix Decouverte da conceituada rádio francesa, RFI.

 

946384_537761722984802_446554082_n.jpg

Luandense é o seu segundo álbum de originais que contém fusões de afrojazz, world music, funk, reaggae love, pop, swing, soul e masemba, e que nos mostra uma Sandra Cordeiro mais madura, tanto na postura como na técnica. Gravado entre Luanda, com o produtor Ninojazz, Brasil com Paulo Calasans, o mesmo produtor de Djavan e Áfica do Sul, com o músico e guitarrista Jimmy Dudlu, Luandense traz-nos uma mistura de ritmos e sons, evocando várias referências culturais. Nele contam-se composições da própria Sandra e de grandes músicos e compositores angolanos como: Filipe Mukenga, Kizua Gourgel, Toto, Jack Kanga e Matias Damásio, responsável aliás pelo single que intitula o álbum. 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui