Enfermeira Amália Gourgel recebe primeira dose contra a covid-19 em Angola

0
149

A anciã Amália do Amaral Gourgel, de 71 anos de idade, tornou-se, nesta terça-feira, a primeira angolana a ser vacinada contra a Covid-19 no país.

Angola recebeu 624 mil doses de vacinas contra a Covid-19 vacina de origem indiana Astrazeneca, no âmbito da acção da Covax, tornando-se no terceiro país africano a receber as vacinas Astrazeneca, depois do Gana e da Cote D’Ivoire.

O plano de vacinação, de acordo com a ministra que falava à imprensa após a recepção do primeiro lote da iniciativa Covax, prevê, numa primeira fase, os doentes com comorbilidades, professores, profissionais de saúde, idosos e outros que estão expostos constantemente ao risco de contágio.

A enfermeira há mais de 20 anos apanhou a primeira dose da vacina de origem indiana Astrazenica. Angola prevê vacinar 53 por cento da população contra a Covid-19, num total de 16,4 milhões de pessoas, em duas fases.

O Governo angolano está a trabalhar com a iniciativa Covax, formada pela Aliança Global para Vacinas e Imunização, Organização Mundial de Saúde (OMS) e Coligação de Inovações na Preparação para as Epidemias (CEPI), a fim de garantir que o país tenha acesso às vacinas.

No quadro do combate e prevenção contra a Covid-19, o governo angolano desembolsou trinta e dois mil milhões de kwanzas.

O país obteve, igualmente, o apoio das agências das Nações Unidas, avaliado em 6.2 milhões de dólares em reagentes e material de biossegurança.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments