Entrevista exclusiva Kayaya Jr.

0
447

Sou apenas uma unidade que também da o seu contributo numa área que é de extrema importância para o ser humano, o entretenimento.

Frederico Gonçalves Júnior ou Kayaya Jr. é um dos maiores impulsionadores de talentos na área de entretenimento e produção de eventos em Angola, quer na moda, como na música é diretor de Produção da agência Step Models, É um homem com carisma, descontraído e responsável, e partir de Shangai China  falou sem tabus e preconceitos com exclusividade  a Platina Line, mundialmente famosa.

 

 

 

 

 

Raio X

Fui registrado como… Frederico Gonçalves Junior 
Nascimento: 23 De Agosto de 1965 
Na TV assisto: As Noticias informativas e depois as que tenha ver com espetáculos  

Não assisto na TV: Debates Políticos 
Nas horas livres: Gosto de estar com família 
No cinema: Tudo que tenha Qualidade
Música: todo tipo de musica com qualidade 
Livro: Neste momento estou a ler “O homem que queria salvar o mundo – de Samantha Power, sobre a vida de Sergio Vieira de Mello” 
Prato predileto: Um bom funge de carne seca e cozido de bacalhau
Pior presente: … O envenenado…
O melhor do guarda-roupa: As camisas
Perfume: Platinum-Egoiste da Chanel
Mulher bonita: Toda mulher inteligente é bonita. 
Homem bonito: Com caráter, honesto, trabalhador é de certeza um homem bonito… 
Cantor: Paulo Flores, Yuri da Cunha, Danny L
Cantora: Yola Semedo,  Perola
Ator: Raul do Rosário
Atriz: Erica Chissapa
Animal de estimação: Não sou muito chegado a animais, pois sofro de alergias

Escritor: Pepetela
Arma de sedução: Boa educação, respeito pelo próximo, nunca falha
Melhor viagem: As Ilhas Mauricias com a minha mulher e filhas, foi o máximo

Sinônimo de elegância: O bom gosto
Melhor notícia: Que o amanha fosse mais feliz para todos…

Inveja: è isso mesmo, inveja, não gosto
Ira: Não tenho para com ninguém e não desejo a ninguém 
Gula: Sou um pouco, principalmente quando vou ao Kais de 4
Cobiça: Muito feio
Luxúria: Ha quem goste e vive com isso, mas eu não.
Preguiça: As vezes sabe tão  bem, mas só as vezes.
Vaidade: Todos somos, de uma forma ou de outra
Mania: De querer ser sempre reto em tudo o que faço.
Filosofia de vida: Fazer um quilômetro mal feito é  o mesmo que o fazer bem feito, vamos faze- lo bem feito então …

Karina Barbosa: Companheira de muitas lutas, amiga, guerreira, pessoa que não se conhece em três tempos

 

Profissão

Platina Line: Como começou a sua carreira?

Kayaya JR: Foi tudo um pouco por consequência de outras coisas que já fazia na altura

Platina Line: Teve apoio dos seus familiares na época?

Kayaya JR: Na altura em que comecei não, mas depois tive sempre.

Platina Line: Mudaria alguma coisa na sua trajetória de vida? 

Kayaya JR: Penso que faria apenas uma mudança, mas isso são outros assuntos – Xe menino não fala politica.

Platina Line: Quais são os grandes trabalhos como modelo e produtor de moda?

Kayaya JR: Como modelo, todos os trabalhos são grandes à medida que vão aparecendo, e enquanto produtor, o Moda Luanda esta entre os eleitos

Platina Line: O mundo da moda é preconceituoso?

Kayaya JR: Como em todas as profissões.

Platina Line: Foi um dos primeiros modelos angolanos de sucesso internacional. Qual foi a reação das pessoas ao saberem que é angolano?

Kayaya JR: Na altura em que eu trabalhava como modelo ainda não havia esse fascínio que hoje assistimos em relação a Angola, mas sempre fui muito bem tratado, não por ser angolano, mas sim por ser um bom profissional, e isso era o mais importante para mim.

Platina Line: Quais são seus designers ou marcas favoritos?

Kayaya JR: Gosto de todos os designers angolanos, pelo que lutam merecem o meu carinho. Não tenho marcas favoritas.

Platina Line: Que momento da sua carreira vai ficar para sempre na sua memória?

Kayaya JR: Todos os momentos, e foram muitos, em que senti da parte do publico um carinho e reconhecimento pelo que acabaram de ver, são momentos que nunca se esquecem.

Platina Line: Kayaya Jr. é um dos maiores impulsionadores de talentos na área de entretenimento e produção de eventos em Angola, quer na moda, como na música. Considera-se o grande empreendedor nesta área?

Kayaya JR: Não. Sou apenas uma unidade que também da o seu contributo numa área que é de extrema importância para o ser humano, o entretenimento.

Platina Line: Até que ponto a fama, o dinheiro e o status trazem a felicidade?

Kayaya JR: Em momento nenhum. Eu sou feliz pelo que sou e não pelo que tenho ou não.

Platina Line: Não se pode falar em domingo sem falar em noites de domingo no Miami Beach. Como iniciou este projeto que hoje é referencia obrigatória no quesito entretinimento?

Kayaya JR: Começou precisamente por ter sentido que faltava um espaço para outro tipo de diversão, e ai nasceu o programa Domingo Vivo, e também porque na altura estava a ensaiar uma ideia de um programa para televisão, não o avançou em televisão, mas continuamos ao vivo e a cores sem corantes nem conservantes. E já lá vão  14 anos sem parar.

Platina Line: A ideia de criar o Moda Luanda segundo a Karina Barbosa em entrevista a Platina foi sua. Viu nessa grande ideia a melhor maneira de mostrar o outro lado de Angola e ajudar no crescimento uma área que muito gosta?

Kayaya JR: Foi realmente uma forma de dar uma montra aos criadores nacionais. A moda é um fator industrial de muita importância, e nos não tínhamos nada onde se pudesse mostrar o que os criadores estavam a fazer, e assim nasceu este evento.

Platina Line: Qual é avaliação que faz da moda em Angola de a 20 atrás com a moda a que se faz atualmente. Houve desenvolvimento?

Kayaya JR: Muito sinceramente, estava a espera que houvesse mais, mas também temos que ver que sem formação não se vai a lado nenhum. A moda angolana está num momento em que aparece muita gente com vontade, mas depois não há continuidade profissional dos projetos, por falta da componente industrial, de formação, de expansão e de visibilidade e isso leva a que estejamos sempre no ponto de partida.

Platina Line: O Kayaya já mostrou que é um grande profissional e amigo dos seus amigos e mostrou Isso com Karina Barbosa apesar de existirem várias controvérsias sobre ela, e com Fernando Miala quando quase ninguém mostrar publicamente que tenha uma ligação ou amizade com ele. Quer falar um pouco sobre amizade que têm com essas pessoas?

Kayaya JR: Penso e sinto que as amizades não  se compram. Neste sentido, a amizade que tenho por quem quer que seja, vai sempre estar acima de qualquer opinião  que a sociedade tenha ou venha a ter em relação  as pessoas em causa. A amizade rega-se como se rega um jardim. 

Platina Line: Acredita na ideia de que qualidade e eficiência em produção de eventos e moda a Step è o grande Monopólio em Angola?

Kayaya JR: Somos uma empresa pequena, quase a fazer 10 anos de vida, não  temos nenhum interesse em ser ou ter o monopólio de nada, ate porque os monopólios tendem a falir, mas queremos sempre fazer bem feito o que nós é solicitado pelos nossos clientes, isso sim é muito importante para todos nós.

Platina Line: O que falta nos jovens angolano para serem mais empreendedores serem mais autossustentáveis?

Kayaya JR: Acredito que hoje os jovens tem muito mais abertura de oportunidades que há uns anos atrás, mas também sinto que se não forem a luta por aquilo em que acreditam as coisas não  virão de lá de cima de mão  beijada.

Platina Line: E qual é balanço e feedback que tenhem recebido da organização da Angola na Expo Shangai de 2010, visto só não estou enganado  é uma produção Step.

Kayaya JR: Por acaso não é uma organização Step, mas sim da Comissão Nacional para Expo Shanghai 2010, que é um órgão criado á nível nacional para organizar e dar corpo ao projeto expo. Esta a correr muito bem, temos uma visita diária de mais de 25.000 pessoas no nosso pavilhão. Já fizemos até agora 181 apresentações de cultura angolana em apenas dois meses.

 

Vida Pessoal

Platina Line: Um leitor seu fã a partir dos Estados Unidos enviou a seguinte questão para si. É pai de quatro belas meninas, como reagiria se elas quisessem entrar para o mundo da moda?

Kayaya JR: Naturalmente, Mostrando os caminhos certos para este mundo ou outro que elas venham a escolher. Falo muito com elas e até já ajudam. O Bruno, que e o mais velho ajuda  sempre que possível. Mas eles e que tem que decidir o caminho deles.

Platina Line: como é sua relação com os seus filhas e o que tem ensinado a elas?

Kayaya JR: Penso ser uma relação saudável, falo muito com eles e tento passar os bons valores que ainda nos restam para uma vida em sociedade saudável, respeitando o próximo e tolerante perante os desafios.

Platina Line: O fato de todas elas serem meninas tem influenciado de alguma maneira no relacionamento com elas?

Kayaya JR: Não são só meninas, tenho um rapaz também. Mas o relacionamento é igual.

Platina Line: Outro leitor da Revista direto da Turquia, diz que é do Kuanza Norte e pergunta como é sua relação com sua esposa, que carinhosamente a chamas de Princesa do Gulungo. Como nasceu este amor?

Kayaya JR: De muito carinho e respeito acima de tudo. Ela e sim do Gulungo Alto e tem um coração fantástico, uma pessoa em que eu posso encostar de olhos fechados que ela esta lá, isso é amor. Nasceu de uma forma muito bonita. Resumindo, andei a procura do contacto dela por mais de 6 meses ate que consegui.

Platina Line: Por sua vez a Platinada que estuda na Rússia, está curiosa para saber como Kayaya Junior Faz para se manter Forever Young e diz que O kayaya “é lindo de Morrer” e por fim questiona Quais os cuidados que você tem para manter a Beleza e charme?

Kayaya JR: Muito obrigado pelo elogio. Acredito que quando se sincero, integro, trabalhador, passamos para o lado das pessoas que nos cativam logo, e eu tento ao Máximo levar uma vida sem muitos excessos, sem problemas com ninguém, tento fazer o que mais gosto e isso e muito importante para uma pessoa. Não tenho nenhum cuidado especial que não seja o normal num ser humano preocupado com o bem estar dos que lhe rodeiam.

Platina Line: Verão para si é…

Kayaya JR: Muito trabalho, alguma praia com a família.

Platina Line: Férias cá dentro ou lá fora

Kayaya JR: Normalmente fora

Platina Line: Quem mandaria para uma ilha deserta?

Kayaya JR: Muita gente para serem reciclados

Platina Line: Como seria a noite perfeita?

Kayaya JR: A muitas noites perfeitas, o momento ditaria, mas seria de certeza com a Princesa do Gulungo

Platina Line: Quem gostaria que lhe passasse creme nas costas?

Kayaya JR: Depende da situação

Platina Line: Não consigo resistir a…

Kayaya JR: Pessoas inteligentes, um sorriso honesto.

Platina Line: Se pudesse o que mudava em si, no corpo e no feitio?

Kayaya JR: Nada. Se mudasse ia estragar alguma coisa.

Platina Line: Outra leitora da Revista direto de Angola a Nelma domingas, tem curiosidade em saber se o kayaya E Karina Barbosa Já tiveram um Relacionamento Amoroso?

Kayaya JR: Não. Mas passamos muitas vezes por marido e mulher, somos amigos e sócios.

Platina Line: Sinto-me melhor quando…?

Kayaya JR: Sei que fiz bem a uma pessoa.

Platina Line: Sabe cozinhar? Se sim, o que melhor sabe fazer?

Kayaya JR: Só sei fazer omeletes.

Platina Line: Gosta de sair para dançar? Que casas noturnas costuma frequentar, ou isto não é possível devido a assédios?

Kayaya JR: Saio muito pouco, pois o trabalho que temos já nos obriga a estar em muitos eventos, então quando não temos trabalho de produção, ficamos em casa ou no quintal do Ivan e da Bina a petiscar qualquer coisa e a ver uns filmes.

Platina Line: O que a família representa para você? Como é sua relação com ela hoje?

Kayaya JR: Tudo. A minha relação com a minha família e a melhor dentro das condicionantes que a vida hoje nos impõe.

Platina Line: Complete, Meus filhos são…   Tudo para mim.

 

Temas sociais:

Platina Line: A anorexia e bulimia são os grandes males das meninas ascendentes a modelos como você encara isso que tem feito para ajudar as vitimas desse male como produtor e scouter de modelos?

Kayaya JR: Não temos por norma incentivar a essa pratica.

Platina Line: “Na sociedade atual, as contaminações de umas culturas pelas outras tornaram-se possível industrialmente, dando lugar a uma mais forte influência daquelas tornadas hegemônicas sobre as demais, que assim são modificadas”. Comente sobre isso?

Kayaya JR: Acredito que se eu for frágil culturalmente, vou ficar contaminado por outra cultura qualquer, mas se eu souber de onde venho e para onde vou isso não acontece. O mundo hoje esta muito próximo um do outro, fica muito difícil fugir da globalização, mas podemos sempre fazer valer o que é nosso, mostrando e ensinando os nossos hábitos e costumes como os outros fazem.

“Os culpados pela miséria”.

Kayaya JR: não fala politica

Platina Line:

Platina Line: O que achou da nossa revista?

Kayaya JR: Muito interessante e diferente

Platina Line: Como soube do projeto Platina Line?

Kayaya JR: Pela Karina Barbosa

Platina Line: Que mensagem deixa ao publico Angolano ?

Kayaya JR: Sejam felizes e façam o mínimo para que quem esteja a seu lado também seja. Um abraço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui