Inicio Lifestyle Televisão Estrelas ao palco: Público diz não, mas titica diz sim à ana...

Estrelas ao palco: Público diz não, mas titica diz sim à ana jorge

Ana Jorge, que fez história ao torna-se a primeira concorrente a imitar um cantor do género masculino no concurso, foi a menos votada pelo público. Esta situação poria fim à sua participação no Estrelas ao Palco Vencedores, não fosse a jurada Titica tê-la salvo. Relembramos que cada jurado tem o poder de resgatar um único concorrente durante todo o concurso e no sábado passado assistiu-se à primeira salvação por parte de um júri a um candidato.

“Gastei a minha bala, mas não foi à toa. Sê tu própria e brilha, faz sentir o teu nome!”, refere Titica a Ana Jorge, que foi apreciada pelo painel dos jurados como tendo uma capacidade vocal tremenda, mas que na actuação desta noite pecou pela performence: “Ela olha muito para o chão, é importante mostrar segurança não só na voz mas também na performance em palco”, refere Anselmo Ralph sobre a prestação da concorrente.

A salvação de Ana Jorge, que na ocasião imitou o lendário Bob Marley com a canção “Redemption” foi um dos principais momentos de um episódio marcado por um notável crescimento qualitativo nas performances dos candidatos.

Marcos Txitoco abriu a noite em grande, imitando “When a Woman Loves” de R KellyYola, seguido por Alice Júlio que cantou “Look to You” de Whitney Houston enquanto, para fechar o bloco, Abias Cativa imitou “Namuleleno” dos Sasha Tchokwe. “É isso que nós queremos. Os meninos acordaram!”, elogiou Yola Semedo na avaliação feita aos três candidatos.

A segunda série de actuações abriu com Abrãao Baptista a eternizar o clássico “When a Man Loves a Woman”. A próxima estrela a brilhar foi Ana Jorge que, como já referido em cima, imitou “Redemption” de Bob Marley. Ao debruçar-se sobre as actuações de Abrãao e Ana, Cage One ressaltou o facto de ambos, apesar de muitos jovens, terem escolhido dois clássicos da música mundial.

Enquanto o público em casa votava, Adriano Tchitacumula fazia a sua actuação com a canção “Panda” do rapper “Designer”. Paciência Bernardo, de 22 anos, voltou a imitar uma artista sul-africana. Na circunstância foi Ivonne Chaka Chaça com “Umgombothi”, sucedida por Márcia Geraldo que interpretou “Ndinza” da também sul-africana Zahara. “Estão, sem dúvida, melhor enquadrados”, classificou Anselmo Ralph.

Parece que Moisés é dado a cantar em Francês. O representante de Cabinda imitou o atiliano Corneille Sahara com a música “Parce Qu’on Vient de Loin”. Florêncio Handanga brilhou com “Sulula” de Bessa Teixeira. “As performances, hoje, estiveram acima da média”, avaliou Cage one.

Após o fim da gala, e apesar da brilhante espetáculo protagonizado pelos concorrentes, o jurado foi perentório: “Não se envaideçam, porque graças a esta vossa performance, iremos esperar muito mais de vocês”, comentou Yola Semedo, acrescentando “gostei muito do trabalho que vocês fizeram […] estão de parabéns pelo que fizeram esta noite e porque estão a entender que o mundo da fama, no que concerne à música, não é apenas fotografias bonitas e seguidores no instagram ou no facebook, é mesmo fruto de muito trabalho e o mérito pela prestação de hoje é vosso”.

Já Anselmo Ralph aproveitou a sua experiência para lembrar que: “eu já tive oportunidade de acompanhar e fazer parte de outros programas semelhantes lá fora e a ZAP e toda a produção estão de Parabéns! porque o nosso Estrelas ao Palco não fica nada a dever a nenhum deles”, manifestando orgulho por fazer parte deste programa.

O Estrelas ao Palco está de volta, com transmissão no ZAP Viva, no próximo sábado, 27 de Fevereiro. Com a salvação de Ana Jorge, a próxima gala terá não uma eliminação, mas sim duas eliminações. Vote no seu candidato, para que não seja um dos dois eliminados da quinta gala, por telefone ou pelo site www.estrelasaopalco.co.ao.

Noticia realacionada

Leia tambem