Uma exposição de dez artistas plásticos, denominada “Eu em Angola”, está foi inaugurada hoje (terça-feira), em Luanda, no salão do Centro Cultural Português, através de uma cooperação cultural entre pintores angolanos e europeus.

Trata-se de uma colecção de quadros e fotografias dos angolanos Délio Jasse, Ana Silva, Kiluanji Kia Henda, Januário Jano, Keyezua, João Ana e Elepe , Binelde Hyrcan , assim como do francês François Beaurain e da portuguesa Rita Gt.

As obras apresentam vários temas, retratando essencialmente aspectos ligados às vidas sociais europeia e africana.

Entre as gravuras, estão patentes “Os detalhes que nos transformam” , “Beyond here are Lies”, “12 estrelas de gratidão” , “ Brexit“ , “Eurwanza“, “Below the Sking”, “Untittled”, “Bossman “ e “Xé, vamos juntos”.

Para esta exposição, os artistas usaram técnicas mistas e/ou utensílios como a fotografia, sacos de plásticos, tecidos e oleio sobre tela.

A curadora da actividade, Lola keyezua, explicou que a exposição explora a relação entre África e Europa, antes e depois do colonialismo, através do olhar de dez artistas contemporâneos.

0,16b08624-3bd1-4393-bf9f-dc406b000eea--r--NjQweDM0NQ==

A também artista plástica, explicou que nesta amostra cada criador explorou as influencias sócias, politicas, económicas e culturais.

Lola keyezua referiu que a exposição reflecte a cooperação entre a União Europeia e Angola, mas também examina os laços entre europeus e africanos, bem como os seus efeitos na vida das pessoas e das comunidades.

Patrocinada pela União Europeia, a colecção “Eu em Angola” estará exposta ao público (de segunda-feira a sexta-feira) até ao dia 11 de Fevereiro deste ano, das 9h00 às 17h00.