Inicio Especiais Actualidade Fabrimetal denuncia supostos furtadores de travessas e carrís dos caminhos de ferro

Fabrimetal denuncia supostos furtadores de travessas e carrís dos caminhos de ferro

A Fabrimetal empresa de direito angolano com capital canadiano, que opera em Angola há mais de 10 anos, denunciou ontem em Luanda, as autoridades competentes nomeadamente a Policia Nacional e a Administração dos Caminhos de Ferros de Luanda (CFL), a tentativa de venda de material de caráter público.

Segundo o chefe de operações da empresa José Fernandes, “vi uma viatura pesada de caixa aberta que se apresentava na nossa unidade fabril com a carga coberta por uma lona, o que chamou a atenção da inspeção. Ordenada a retirada da lona, de imediato duas travessas de carril ferroviários caíram no chão e de imediato demos o alerta para verificação de origem e legalidade da carga”.

Ainda de acordo a fonte da empresa, abordado o responsável pela carga para solicitação dos documentos afim de serem avaliados, a equipa apercebeu-se logo que eram falsos, pois os responsáveis da carga não apresentavam o contrato de fornecimento com a Fabrimetal e estavam a tentar vender a carga a intermediários que da mesma forma estão sujeitos a inspeção.

Como só há um contrato válido com uma empresa e o CFL para o efeito, foi fácil perceber que havia irregularidade. Alertado o CFL que de imediato se fez representar a bom nível e a Polícia Nacional para que tomassem conta da ocorrência e detenção das matérias de carácter público supostamente furtados como pode constatar o Administrador dos Caminhos de Ferros de Luanda.

Com esta denúncia a polícia nacional conseguiu deter três elementos confessos no furto de travessas dos carris da linha férrea num total de 100 toneladas.

Esta situação é de todo lamentável para a Fabrimetal, uma empresa idónea e parceira do estado angolano.

Noticia realacionada

Leia tambem