- Publicidade -

More

    Familiares da cidadã Filomena Mateia, “Mana Filó”, negam grito de socorro nas redes sociais

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Após uma publicação veiculada nas redes sociais sobre um suposto grito de socorro, cujo objectivo consistia na angariação de valores monetários para as despesas do velório da cidadã, natural de Cabinda, identificada por Filomena Mateia, “mana Filó”, de 51 anos de idade, que faleceu de forma inesperada em Luanda, no passado sábado, 24 de julho de 2021, os familiares da mesma negam tal situação.

    Segundo relatos de familiares, passados à redacção do PLATINALINE, as despesas relacionadas ao óbito bem como as exéquias fúnebres já foram custeadas pelo governo provincial de Cabinda, pelo que, descarta qualquer apelo de socorro partilhado nas redes sociais, de igual modo, os familiares agradecem todas as mensagens de apoio e socorro, reiterando que, os restos mortais da malograda não será transladados para a sua terra natal, pois o enterro está marcado para hoje, às 10 horas, no cemitério do Benfica

    Os familiares garantem, ainda, que não se responsabilizarão pela transferência de qualquer valor depositado nas contas mencionadas. No entanto, sublinha aos amigos da malograda que o velório decorre em Luanda, nas imediações do Nzamba 2, depois do viaduto passa a agência UNITEL, junto do banco BFA, na rua a seguir está a igreja Universal, mais ou menos 250 metros da estrada da Samba para o interior do bairro.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Weza Mendes e Mirelson King Desmentem “Fake News” Sobre Suposto Relacionamento Amoroso

    Por: Vanilson Gourgel Por meio de um vídeo compartilhado nas redes sociais nesta quarta-feira (24), Weza Mendes e Mirelson King desmentiram rumores sobre um suposto...

    “Eu Sou o Reflexo da Minha Madrasta, na Forma de Ser e Estar Como Mulher”, Diz Vanda Pedro

    Por: Sara Rodrigues Na sociedade contemporânea, falar sobre a convivência entre madrastas e enteados muitas vezes é um tabu. Estereótipos e preconceitos persistem, frequentemente pintando...

    Órfã de Pai e Mãe, Maya Zuda Cai em Lágrimas: “Quando a Minha Mãe Morreu, Entrei em Coma”

    Por: Sara Rodrigues A perda de um progenitor é uma dor imensurável. Nesta quarta-feira, a cantora Maya Zuda abriu o coração e revelou a sua...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto