Flor de Raiz pretende emigrar para o Brasil devido aos julgamentos do público angolano

0
240
Por: Arieth Silva
Bastante triste, a kudurista Flor de Raiz decidiu, mais uma vez, abrir o seu diário e fez um longo desabafo  revelando que, o facto de ter a sua vida associada à prostituição e a não aceitação das suas transformações por parte do público angolano é um dos motivos que a leva a querer emigrar para o Brasil.
Ao PLATINALINE, Flor começou por explicar que não entende o julgamento do público mediante as suas transformações, porém, quando se trata de artistas estrangeiras, ou até mesmo outras figuras angolanas, a aceitação e adaptação é muito rápida.
“Sinto-me triste pelo facto de a sociedade não aceitar as minhas transformações quando conseguem aceitar as transformações de várias cantoras estrangeiras. Recebem, gostam, admiram,  apreciam e inspiram-se. Mas quando se trata da Flor de Raiz querem julgar e criticar, sendo que o dinheiro nem sai do bolso deles”, desabafou.
Sobre ter a sua vida associada à prostituição, Flor justificou que com as suas actividades laborais, como shows, consegue sustentar os seus vícios e paga as suas transformações.
“Esse dinheiro serve para transformar o meu corpo, porque sempre associam a prostituição alegando que tenho papoites, senhores que me ajudam, que se envolvem comigo em troca de dinheiro, isso me entristece”, lamentou.
Para colmatar, Flor frisou que várias são as figuras angolanas que já se submeteram a cirurgias, destacando jornalistas, apresentadoras, repórteres, cantoras e actrizes.
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments