O presidente da Fundação “Sindika Dokolo”, Sindika Dokolo, afirmou hoje, quinta-feira, em Luanda, que mais duas máscaras da cultura angolana retiradas do acervo nacional estão em fase de negociação, com vista o seu retorno aos museus do país.
 
Trata-se de uma máscara Mwana Pwo é uma estátua feminina Tchwoke, referiu o patrono da fundação, que hoje fez a apresentação ao Presidente da República, José Eduardo dos Santos, de duas máscaras e uma estatueta do povo Tchokwe (grupo étnico originários do Nordeste de Angola), que haviam sido roubadas do Museu do Dundo, Lunda Norte.
 
Salientou que não tem sido fácil negociar com os possuidores destes espólios da nossa cultura, que compram peças de arte roubadas, acrescentando que as obras artísticas da cultura Tchwoke são das mais importantes a nível do mundo.
 
“Hoje em dia uma máscara Mwana Pwo da cultura Tchwoke pode custar 100 mil dólares americanos ou mesmo mais de um milhão de dólares”, destacou Sindika Dokolo.
 
Hoje na apresentação feita no Palácio Presidencial das três peças que haviam sido roubadas no museu do Dundo, o líder desta fundação valorizou a importância da recuperação destes espólios de grande referência para a cultura de Angola.
 
As peças de arte clássica africana duas máscaras Pwo e uma estátua rara de uma figura masculina, datadas do final do século XIX, início do século XX, foram retiradas do museu do Dundo, Lunda Norte, durante a guerra civil no país. São aquisições de Sindika Dokolo para a colecção do museu do Dundo