Horizonte Njinga Mbande celebra o amor com “Querido, vou posar nua” e “Tribunal do amor”

0
207

Por: Hélio Cristóvão

Em véspera do dia de São-Valentim (14 de Fevereiro), data comemorativa ao amor, a Companhia de Teatro Horizonte Njinga Mbande preparou um ambiente lúdico, porém, ideal para casais apaixonados desanuviarem e trocarem carícias, ao colocar em cartaz duas estreias cujos temas são bem sugestivos. “Querido, Vou Posar Nua” e “Tribunal do amor”.

De acordo com uma nota enviada à redacção do PLATINALINE, o espectáculo “Querido, vou posar nua” é uma obra de Bruno Motta e Daniel Alves, adaptada por Adelino Caracol. A comédia narra a história de Ana Constante, uma actriz convidada para posar nua depois dos 30 anos de idade, após o inesperado sucesso do seu último personagem na novela do horário nobre.

A nota destaca, ainda, que a personagem Ana acredita que, aparecendo nua, a sua carreira irá deslanchar e assim realizar seus sonhos de sucesso, grandeza e outros, de moça romântica, porém, o seu maior problema será convencer o seu noivo a apoiá-la nesta aventura.

Em contrapartida, “Tribunal do amor”, obra original do grupo, retrata realidades num contexto em que o amor passa a ser julgado pela falta de confiança, incerteza, falta de diálogo, incompreensão, assuntos por se discutir e verdades por se dizer nas relações em que o orgulho passa a ser o vilão.

A gala do amor será realizada simultaneamente nas salas 1 e 2, em três sessões, às 16h:30, 18h:30 e 20h:30 minutos.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments