Por: Stella Cortêz

Kalunga Dya Kwijya, em linguagem Quimbundo, que traduzida para o português significa “Mar de Sabedoria”, é um projecto cem por cento grátis, criado e implementado por jovens moradores da Ilha de Luanda, que segundo informou Levi Bartolomeu ao PLATINALINE, coordenador da organização, o objectivo é de incentivar e promover o hábito pelos livros e pela leitura aos munícipes daquela localidade.

O coordenador destacou que descobrir talentos no domínio da escrita, resgatar e promover os valores morais e culturais, promover debates literários por meio de saraus, jango da literatura, piqueniques académicos e rodas de poesia são várias actividades que o Mar de Sabedoria tem proporcionado aos moradores e visitantes da Ilha do Cabo, Chicala I.

“Isto acontece todos os fins de semana, de forma rotativa nos quatro sectores que compõem os espaços mencionados acima. O projecto tem o aval da Administração Comunal da Ilha do Cabo, mas não é orçamentado por ela, nem por qualquer outra entidade governamental e muito menos grupos singulares, tudo é por conta da organização do projecto, pois queremos com isso ajudar no combate à criminalidade juvenil, organizando, de forma periódica, exposições, actividades poéticas, musicais, exibição de peças teatrais, coisas que possam agregar conhecimentos à maioria dos jovens e não só. Queremos igualmente promover a gastronomia local, por meio da literatura”, esclareceu.

Levi Bartolomeu realçou, igualmente, que a biblioteca de rua, (comunitária), está disponível a todos os habitantes da Ilha e não só, com acesso aos livros gratuitamente, pois a ideia é revitalizar cada vez mais a leitura.