Krishna Valente conta que se sentiu discriminada pelo tom de pele quando venceu o Miss CPLP Angola 2021

0
74
Por: Arieth Silva
Krishna Valente disse que quando participou do concurso Miss CPLP Angola 2021 sentiu-se discriminada por parte do público por, supostamente, ter um tom de pele mais claro. Durante a sua participação no programa “Dia Alegre”, da Platina FM (96.8), a Miss falou que foi muito julgada por pessoas que não acompanharam o seu percurso e desmereceram o esforço dedicado.
“Diziam que em Angola as pessoas gostam muito do meu tom de pele, que o corpo não era o adequado, que ganhei porque conhecia pessoas, mas não tinha nada a ver com isso porque fui na inocência, era o meu sonho participar de um concurso de Miss e eu confiava no meu potencial”, explicou.
Além do julgamento por parte do tom de pele, a Miss CPLP Angola 2021 contou que no início sentiu-se desmotivada e chegou a questionar se realmente era merecedora do prémio devido às diversas suposições de que teria vencido o concurso, simplesmente porque lidava com pessoas influentes.
Na sequência, Krishna acrescentou que durante quatro meses passou por um processo de avaliação, esforço e dedicação; e tal como as outras candidatas deu o seu melhor para que fosse gratificada como Miss CPLP 2021.
“Dei o meu melhor tal como as outras candidatas e receber esses comentários de forma negativa de pessoas que não viram o meu esforço, o meu empenho e não conseguiram avaliar o meu potencial é triste”, finalizou.
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments