Malanje: Fábrica de batatas fritas “Palanca” ganha nova linha de produção

0
590

Por: Hélio Cristóvão

Em alusão ao primeiro aniversário da fábrica de batatas fritas “Palanca”, sediada na província de Malanje, município de Cacuso, realizou-se uma almoço de confraternização entre membros directivos, empresários locais, distintos convidados e ainda a presença do Governador provincial de Malanje, Norberto Fernando dos Santos.

Na ocasião, o empresário, doutor António Duarte, proprietário da empresa “Tegma Su Lda”, a qual pertence a fábrica de batatas fritas “Palanca”, proferiu o discurso de boas-vindas, durante o qual destacou que este primeiro aniversário foi de longa e desafiante jornada, na tarefa de investir na terra da Palanca Negra Gigante, tirando dela o que de melhor tem a oferecer.

“Nem tudo foi excelente durante este primeiro ano, mas, o mais importante na vida e nos negócios é adaptarmo-nos e actualizar o nosso modelo de negócio”, disse, inicialmente, salientando que, com a diminuição das importações, a marca “Palanca” passou a fazer parte do dia-a-dia das famílias e crianças angolanas.

Apesar da inauguração acontecer num ano atípico, em função da pandemia da Covid-19, António Duarte reitera que as expectativas foram alcançadas e superadas, pois o primeiro ano serviu para a afirmação da marca no mercado e, ainda, puderam levar o produto a 14 províncias do país.

“Estamos fidelizados em 14 províncias do país, a batata Palanca já é uma realidade. Dentro em breve, no mês de Abril, vamos lançar um produto novo no mercado que é a batata doce frita, trata-se de um projecto ambicioso que envolve igualmente uma linha de batatas pré-congeladas”, avançou.

Ainda no mês de Abril, o empresário destaca o início de uma produção própria de batatas, e a criação de mais 100 postos de trabalho.

Já Norberto dos Santos, Governador provincial, mostrou-se disponível para continuar a apoiar iniciativas que visam contribuir para o crescimento da província e gerar postos de trabalhos aos jovens da cidade. “Esta é uma empresa sustentável porque a matéria prima é de produção local. Encorajo, desde já, o empresário António Duarte, para que também invista noutros negócios. Malanje é uma província essencialmente agrícola, temos estradas, caminhos de ferro, energia eléctrica e água, portanto, investir na nossa terra é vantajoso”, referiu.

Norberto dos Santos diz, ainda, que a província de Malanje tem um solo fértil, o que, por sua vez, produz todo o tipo de bens alimentares que advêm da agricultura, aplaudindo assim, a iniciativa do empresário António Duarte.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments