Por: Hélio Cristóvão

O cantor começa a sua abordagem partindo do princípio de que “cada um pode fazer muito na área em que está”. Ainda sobre a apresentação oficial do tema e videoclipe de “Minha princesa”, música de Maya Cool e Matias Damásio, uma questão bem curiosa surgiu entre os jornalistas que falavam durante a conferência de imprensa.

De acordo com a ficha técnica do projecto, o tema em abordagem foi masterizado por Jorge Cervantes, em Portugal, daí a questão: Por que é que temos que enviar uma música para ser masterizada em Portugal, não estamos ainda a masterizar em condições em Angola? Questionou um repórter.

Como resposta, o “Granda cantor” justifica: “Costumo dizer que temos muito bons técnicos… mas todos nós queremos ser cantores, há pouca gente a querer se formar na área de técnico de som, se reparar bem, até os produtores tornaram-se cantores em Angola”, disse.

Damásio diz ser importante começarmos a identificar que cada um pode fazer muito na área em que está, pelo que, todos os dias perdem-se elementos muito importantes da arte musical.

“Há cada vez mais bailarinos a se tornarem artistas, há cada vez mais técnicos a se tornarem artistas. Os técnicos contam-se pelos dedos e, pela demanda, pelo número de artistas que existem no país, é insuficiente, até os que transportam cabos, três meses depois ficam cantores”, concluiu.