- Publicidade -

Visit arnan.me
More

    Nível de vida dos angolanos caiu em 40% no primeiro mandato de JLo, segundo estudo do Cinvestec

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    O recente relatório do Centro de Estudo Económico da Universidade Lusíada de Angola (Cinvestec), a que o “Jornal Valor Económico” teve acesso, conclui que o nível de vida dos angolanos caiu em 40% no primeiro mandato do Presidente João Lourenço, ao contrário dos 30% avançados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

    Tal recessão do nível de vida das populações deve-se ao registo de uma expressiva queda do consumo, em 2022, explicada pela redução significativa do poder aquisitivo médio.

    O relatório avança que o país terá necessidade de perto de 3,6 milhões de postos de trabalho adicionais, muito acima dos 2,3 milhões de empregos formais existentes no final de 2022.

    Desse modo, os referidos pesquisadores consideraram tratar-se de uma situação “grave” que “exige medidas de emergência” e antecipam a contínua deterioração do nível de vida, no caso de o consumo se mantiver atrelado ao petróleo.

    Por: Augusto Hossi

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Erica Chissapa aconselha nova geração de atores a serem insaciáveis na busca de conhecimento: “O ator não é um ser básico”

    A multifacetada Erica Chissapa ofereceu conselhos aos jovens da nova geração que estão entrando no cenário cinematográfico, incentivando-os a serem profissionais que buscam conhecimento...

    Lurdes Miranda e produtor francês unem-se em estúdio para criar hit internacional: “Deus já abençoou”

    Por: Liliana Victor Após uma tour pela América do Sul, onde passou pela terra do samba, Brasil, a influenciadora digital e cantora Lurdes Miranda teve...

    Ésio disponibiliza vídeo oficial da música “Moça do Café”

    Por: Sara Rodrigues O músico Ésio, reconhecido pelas suas letras que refletem a sociedade, apresenta agora o vídeo oficial da sua mais recente música, intitulada...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto