- Publicidade -

More

    Passing Toloba pede ao Presidente da República que institua o Dia Nacional do Kuduro em Angola: “Por favor”

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Por: Sara Rodrigues

    Através dos microfones do PLATINALINE, o controverso kudurista Passing Toloba apelou ao Presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço, para instituir uma data que celebre o Dia Nacional do Kuduro em Angola.

    Segundo o artista, esta iniciativa destacaria ainda mais o estilo que caracteriza o povo angolano. Como exemplo da influência deste estilo musical, Passing mencionou a morte e o funeral de um dos maiores expoentes do Kuduro, Nagrelha dos Lambas.

    “Por favor, senhor presidente, é necessário estabelecer o Dia Nacional do Kuduro. Estou a pedir isso e espero que o meu presidente ouça, pois o Kuduro está espalhado por todo o mundo; este estilo arrasta multidões. Veja só o que aconteceu com o falecimento do Nagrelha. Houve comoção e isso demonstra que o povo está com ele. Agora, imagine toda essa gente que estava no funeral estar junto do presidente do país! Mas só estaremos com o presidente quando virmos as coisas a mudarem”, disse.

    Para ele, o que se viu no funeral de Nagrelha dos Lambas demonstra toda a força do Kuduro através da presença massiva da multidão. E encerrou o seu discurso dizendo que não se pode falar de Angola sem mencionar o nome do Kuduro.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Empresário Júlio Varela realiza entrega de bens de primeira necessidade ao Centro de Acolhimento de Crianças na Catumbela

    O empresário e Diretor Geral da Rinawell Lda, Júlio Varela, realizou ontem, 17 de julho, uma visita ao Centro de Acolhimento de Crianças da...

    Personagem “Replay” de Artur Pop ganha espaço nos corações de crianças

    Por: Nunes Hebo No mundo das artes cénicas, vários são os artistas que foram ou são conhecidos pelos personagens que interpretam ou constroem em determinados...

    Wime Bráulio relata desafios de ser actor em Angola: “O facto de não termos condições suficientes”

    Certamente ser actor em Angola não é fácil devido à escassez da indústria cinematográfica. Desta vez, Wime Bráulio relatou uma fase desafiante na carreira...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto