Policias Anti-terror e anti-disturbio vão assegurar época de eleições nas ruas

0
282

O Ministro do Interior, Eugénio Laborinho, visitou, na tarde desta terça-feira, 25 de Janeiro de 2022, o Comando da Polícia de Intervenção Rápida (PIR), onde manifestou a sua satisfação com o estado de organização e prontidão daquela especialidade da Polícia Nacional.

A visita do dirigente serviu, igualmente, para apresentar, ao efectivo da PIR, o novo Comandante-Geral da PNA, Comissário Geral, Arnaldo Manuel Carlos, que assumiu os destinos da PNA na última semana, depois de ter sido nomeado por Decreto Presidencial.
À chegada, foi recebido pela guarda de honra e minutos depois dirigiu uma reunião com os membros do Conselho Consultivo do MININT, da PNA e da PIR, em que se inteirou do quadro geral da Unidade.

Depois do Comando, sito na rua dos quartéis, a comitiva do Ministro Eugénio Laborinho dirigiu-se às instalações da UAT (Unidade Anti Terror) uma das especialidades da PIR, onde se inteirou da organização e funcionamento da Unidade, assim como presidiu a formatura geral do efectivo da PIR, onde estavam reapresentados outras unidades, tal como a Anti-distúrbio, que serviu, igualmente, para apresentar o novo Comandante Geral, bem como serviu para elevar o estado moral do efectivo.

Na ocasião, o Ministro disse que todo o efectivo da PIR deve orgulhar-se de fazer parte desta especialidade que, segundo disse, muitos gostariam de integrar. “A PIR, caros oficiais, subchefes e agentes, é uma Polícia especial e todos os angolanos sabem disso. Neste sentido, é preciso que este orgulho do nosso povo não seja defraudado”, disse.

Referiu ainda que, com o aproximar das eleições gerais, a PIR deve redobrar esforços para contrapor eventuais situações anómalas que possam ocorrer no País, com o propósito de subverter a ordem, situações em que exigirão a intervenção imediata e enérgica das forças da PIR. “Estamos a aproximar-nos das eleições, momento sensível e que exigirá da PIR esforço, empenho e determinação na reposição da ordem, sempre que for chamada a intervir”, referiu a Entidade.

Prosseguiu dizendo: “contem comigo, contem com o Comandante-Geral, contem com o Comandante em Chefe, pois, tudo faremos para que a PIR execute as suas tarefas, como força de último escalão”, enfatizou o dirigente.

Já o Comandante-Geral da PNA defendeu, mais uma vez, a conjugação de esforços por parte de todo o efectivo, a fim de se atingirem os objectivos preconizados no domínio da Segurança Pública.

“Temos uma missão, que é de manter a paz social e garantir que os nossos cidadãos tenham o sossego necessário”, por ser nossa missão garantir a ordem e a tranquilidade públicas, sublinhou.

Refira-se que, nas unidades visitadas, o Ministro Eugénio Laborinho passou pelos compartimentos, tendo constatado as condições das infraestruturas, laborais e materiais, que deixaram o dirigente impressionado, para além de defender algumas melhorias circunstanciais, cujos apoios serão conferidos.

Acompanharam o Ministro do Interior, o Comandante-Geral da PNA e seus dois segundos Comandantes Gerais, o Inspector Geral do MININT, Directores Nacionais da DEIA-MININT, GCII-MININT, DAS-MININT e dos Membros do Conselho Superior de Polícia.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments