- Publicidade -

More

    Sindicatos angolanos exige aumento salarial de 250%

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    A Central-Geral dos Sindicatos Livres e Independentes de Angola (CGSILA) está a propor um aumento do salário mínimo nacional para 245.000 kwanzas, o equivalente a 270 euros. A segunda maior força sindical de Angola considera essencial adotar medidas para enfrentar a atual situação socioeconómica dos trabalhadores, que considera grave.

    Francisco Gaspar, secretário-geral da CGSILA, convocou a imprensa para apresentar algumas reivindicações que pretende fazer chegar ao governo angolano.

    O líder sindical exige uma revisão salarial de 250% para todos os funcionários públicos, para corresponder ao custo de vida e à inflação acumulada. Ele também pede a implementação prática de subsídios de isolamento e instalação em todas as localidades, bem como a revisão da clarificação dos municípios. Além disso, Gaspar solicita a atualização do salário mínimo nacional para 245.000 kwanzas.

    Gaspar também apontou a necessidade de institucionalizar o subsídio de desemprego. Ele considera legítimas as reivindicações dos trabalhadores nos setores da saúde, educação e ensino superior e exige que o governo resolva os problemas levantados pelos sindicatos dessas áreas, assim como os pendentes constantes nos acordos celebrados bilateralmente.

    A CGSILA também exige que o governo ponha fim ao que considera ser a escravatura laboral praticada por certas empresas privadas nacionais e estrangeiras.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Yola semedo desfruta momentos em família no Dubai :

    "Desconectando da rotina e me conectando com a felicidade" De acordo com uma publicação feita recentemente no seu perfil de Instagram, a renomada cantora angola, Yola...

    UNITEL marca presença na FILDA 2024 com inovação e experiências interativas

    A UNITEL volta a marcar presença na maior bolsa de negócios de Angola, Feira Internacional de Luanda – FILDA 2024, a ter lugar de...

    Taag duplica voos semanais de carga  para Nigéria, República do Congo e  África do sul

    Na primeira quinzena de Julho, a TAAG procedeu ao incremento da frequência semanal dos voos de carga na conexão de Luanda com as cidades...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto