- Publicidade -

More

    Bantumen lança campanha para celebrar o “mês da identidade africana” em fevereiro

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    A plataforma digital introduz em Portugal o mês da comemoração da diversidade, equidade e inclusão com uma agenda cultural a não perder. Ngozi Bell, Yovanka Perdigão, Naky Galgo, são alguns dos nomes que vão participar na campanha.

    Portugal, 31 de janeiro de 2022 – Na BANTUMEN, plataforma online focada na cultura negra da lusofonia, fevereiro é dedicado ao “Mês da Identidade Africana”. A iniciativa social é pioneira em Portugal e pretende criar um movimento de valorização e reconhecimento da história e presença afrodescendente no país.

    Inspirada no Black History Month com origem nos EUA e atualmente celebrado também no Canadá, Irlanda, Países Baixos e Reino Unido, a data é apontada como um momento de celebração e reflexão. O “Mês da Identidade Africana” em Portugal tem como objetivo espalhar e assinalar a efeméride para o público português. Colocar a identidade africana presente em Portugal debaixo dos holofotes é a mensagem core desta iniciativa social que conta já com o apoio do Teatro Griot, União Negra das Artes, Associação Cultural e Juvenil Batoto Yetu Portugal, Afrolis Associação Cultural, Mundo Negro, Startup Portugal, Altafonte, Natixis e ThirdEyeMedia.

    “Refletir, celebrar e partilhar a diversidade da nossa sociedade significa fomentar a aceitação da multiculturalidade nacional, criando um ambiente que promova a inclusão,” reflete Vanessa Sanches, fundadora da BANTUMEN. “A presença africana em Portugal é secular, faz parte da História do país. À semelhança do que já acontece noutros países, é preciso reconhecer essa história, criando espaço para tratar as feridas do passado, celebrar essa presença e refletir sobre as questões sociais inerentes e as suas soluções. Assim, na BANTUMEN decidimos que este seria o ano em que passaríamos das palavras à ação. Nesta primeira edição, vamos celebrar o #MIA2022 com destaque para a cultura, literatura, arte, gastronomia, entre outras áreas”, conclui.

    De 1 a 28 de fevereiro, acompanhe a agenda editorial da BANTUMEN que vai destacar e dar a conhecer as histórias e estórias fascinantes de alguns nomes do mundo da literatura, empreendedorismo, música, arte e gastronomia da comunidade negra em Portugal. Desde entrevistas exclusivas, debates online, sugestões de boas leituras afro-centradas, roteiros (deliciosos) de restaurantes de culinária africana de norte a sul de Portugal, divulgação de eventos e ainda entrevistas exclusivas, há muito por descobrir ao longo do mês.

    Ngozi Bell, partner na Trans-Sahara Investment Corporation e apontada como Regional Advocate durante a presidência de Obama; Yovanka Perdigão, Gestora de Comunicação na Africa Research Institute; Naky Galgo, fundador da African Lisbon Tour; são apenas alguns dos participantes que contribuíram para a criação desta campanha e que vai poder conhecer na revista digital.

    A BANTUMEN convida todos os leitores, amantes de cultura e apoiantes da comunidade afrodescendente a juntarem-se ao movimento pioneiro em Portugal. Acompanhe tudo na https://bantumen.com/ e divulgue ainda o seu apoio nas redes sociais utilizando o #MIA2022.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Divisão de Luanda dará surgimento a uma região Litoral

    A província de Luanda poderá ser dividida em uma região Litoral, com a excepção de Cacuaco, e uma outra que vai comportar os municípios...

    Angola paga USD 176 milhões da sua dívida com FMI

    Cerca de 176 milhões de dólares norte-americanos é o valor que o Governo angolano já pagou ao Fundo Monetário Internacional (FMI) desde 2021 até...

    Feira da saúde Pumangol apoia gratuitamente população carenciada

    No distrito urbano do Benfica Luanda, 21 de Junho de 2024 – A Pumangol arrancou hoje com a Feira de Saúde Anual, que decorre de...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto