- Publicidade -

More

    1ª Dama de Angola entrega bens ao Hospital Geral de Luanda

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    A primeira-dama da República de Angola, Ana Dias Lourenço, procedeu, nesta quinta-feira, em Luanda, a entrega de bens diversos a unidade pediátrica do Hospital Geral de Luanda.
    No âmbito da plataforma “Roda do Amor” e associando-se ao esforço do Governo para a promoção da igualdade e equidade nos direitos das crianças, o gabinete da primeira-dama entregou, nomeadamente, fraldas descartáveis, kits de higiene oral, toalhitas, produtos de higiene corporal, papas e leite para utilização semestral.

    Esta doação faz parte da terceira parcela de bens entregues a unidade pediátrica do hospital geral de Luanda, sendo que a primeira aconteceu em 2018 e a segunda em 2019.

    Para Ana Dias Lourenço, o apoio a unidade pediátrica do Hospital Geral de Luanda resulta da colaboração do seu gabinete com parceiros que resolveram aderir a plataforma “Roda do Amor”.

    “Este apoio só é possível graças ao apoio dos nossos parceiros, através das suas empresas que, desde 2018 manifestaram disponibilidade para dar o necessário a estas crianças”, referiu.

    Neste sentido, a primeira-dama apelou ainda a direcção do hospital mais dedicação, empenho e responsabilidade no tratamento das crianças.

    Por sua vez, o director do Hospital Geral de Luanda, Carlos Zeca, referiu que, desde Dezembro de 2018, no âmbito do projecto solidário “Roda do Amor” os apoios disponibilizados beneficiaram mais de 22 mil 942 crianças, com a atribuição de suplementos alimentares, produtos de higiene, roupas de cama, vestuários para doentes, fraldas descartáveis e brinquedos, bem como recuperou cerca de 511 petizes diagnosticado com desnutrição.

    A nível do atendimento em ambulatório, Carlos Zeca disse que a malária liderado a lista de ocorrências que ocorrem ao hospital, tendo a taxa diária de internamento a rondar entre os 40 e 60 casos, considerando preocupante a chegada tardia dos pacientes a unidade.

    Em relação a assistência médica e medicamentosa, o director avançou que existe para acudir as situações apresentadas.

    Durante o primeiro trimestre de 2021, a unidade hospitalar registou uma taxa de mortalidade a rondar os 0.1 por cento, inferior em relação ao mesmo período de 2020, em que registou uma taxa de 0.8 por cento.

    A malária continua a liderar a listas nas causas de morte a nível da unidade que tem 60 por cento do seu internamento reservado a unidade pediátrica.

    O Hospital Geral de Luanda possui no seu serviços de pediatria a capacidade de 219 camas e 12 incubadoras, e oferece atendimento a crianças desde a nascença, adolescência até aos 14 anos de idade.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    “Mulher detida em Luanda após acumular dívida milionária em hotel de luxo

    Uma mulher de 36 anos assumiu uma identidade falsa de empresária e se hospedou em um hotel de luxo na região do litoral sul...

    “SIC desmantela rede de falsificação de dólares provenientes da RDC em Angola”

    O Serviço de Investigação Criminal (SIC) desmantelou uma rede de indivíduos angolanos que colaboravam com estrangeiros para introduzir dólares falsificados no país, provenientes da...

    Pinóquio: A Verdadeira História” traz emoção e diversão a 31 de Maio no ZAP Cinemas

    Luanda, 23 de Maio de 2024 – A emocionante estreia de "Pinóquio, a História Verdadeira" no ZAP Cinemas traz uma nova e divertida abordagem...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto