O Bola Em Campo sabe, de fonte segura que, à última hora, a direcção do Recreativo do Libolo aliciou o técnico português Paulo Torres, que inicialmente era dado como certo na equipa do Wiliete Sport Clube de Benguela, a se mudar para Calulo, pagando assim, a cláusula de rescisão de Paulo Torres, fixada em 50 milhões de kwanzas, já que o técnico tinha um acordo com a formação de Benguela.

Sabe ainda o Bola Em Campo que, a direcção da equipa de Calulo pagou, numa primeira fase, 25 milhões de kwanzas (50%), devendo efectuar os outros (50%) brevemente.

Assim sendo, para o lugar de Paulo Torres, a direcção da equipa do Wiliete Sport Clube de Benguela contratou o técnico Albano César, que havia sido demitido do comando técnico da formação do FC kuando Kubango na semana passada.

Paulo Torres volta em Angola depois de já ter orientado às equipas do Interclube e Sagrada Esperança, esta última na época 2018/2019.