A angolana Fernanda Samuel, de 28 anos, é uma das cinco escolhidas para a região de África como finalista de Prémio Jovens Campeões da Terra. Engenheira de produção de petróleo, trabalha em protecção ambiental e é fundadora da AmbiReciclo, que promove a economia verde.

Segundo uma nota da Agência das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) a que o Novo Jornal teve acesso, Fernanda Samuel foi escolhida por causa de iniciativas sustentáveis como a protecção mangais em Angola. Esta agência da ONU anunciou segunda-feira, 20, os 35 nalistas do Prémio Jovens Campeões da Terra 2020.

O vencedor receberá 10 mil dólares norte-americanos. Fernanda Samuel sensibilizou moradores nas zonas onde há mangais para uma campanha massiva de limpeza e restauração, o que levou a um aumento da população de amingos, caranguejos e peixes.

“Nos últimos anos, ela liderou campanhas de conscientização pública, além de actividades de limpeza e reorestamento com a ajuda de milhares de voluntários”, diz a agência, salientando que o primeiro impacto do trabalho levou a uma parceria com as autoridades governamentais angolanas

Fonte: Novo Jornal