- Publicidade -

More

    Angolano Tem 152 filhos e 43 mulheres em Angola diz Tv Globo

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    O Fantástico Programa da Tv Globo ,   voltou a ter como tema Angola, desta vez para falar do Angolano  Tchicuteno que tem mais de  152 filhos de 40  mulheres.

    Segundo a reportagem ,   todos vivem felizes. Prova disso são os 152 filhos.Veja reportagem feita pela Tv Globo com Angolano  Tchicuteno:

     Na margem do Rio Seco, na província do Namibe, em Angola, chegamos ao povoado onde vive uma grande família. São filhos, netos, bisnetos e esposas deste homem. Encontramos no deserto, um autêntico sultão africano.

    Ele tem 152 filhos e vive com mais de 40 mulheres.

    Fantástico: Atualmente tem quantas vivendo com o senhor?

    Tchicuteno: Atualmente, 43…

    Fantástico: Então já foi mais de 43?

    Tchicuteno : Sim, foi mais. Antes eram 54.

    Onze delas deixaram a aldeia e vinte e cinco filhos morreram.

    Para não perder a conta dos filhos, o sultão africano criou o livro de registro. Aqui tem a numeração, os nomes e as datas de nascimento.

     Tudo começou com a primeira mulher, Eva, há 37 anos. Ela está agora com 61 anos de idade.

     Fantástico: A senhora tem quantos filhos com ele?

    Eva: Eu sou mãe de dez filhos.

    Fantástico: E o fato dele pular a cerca toda noite, ir para a casa das outras, a senhora também não liga não?

    Eva: Não ligo de nada.

    Nesta seita do sultão Tchicuteno, não há briga entre as mulheres. Todas procuram viver em harmonia.

    Fantástico: Cada noite você fica com uma mulher, ou muda de casa?

    Sultão- E isso mesmo… Tem a sua procedência.

    Fantástico- E você vai de casa em casa?

    Sultão- Eu tenho uma casa própria.

    Fantástico- Você fica na sua casa e elas vêm lhe visitar?

    Sultão- Sim!

    Na realidade, o sultão tem uma casa onde vive com a sua primeira mulher. E outra casa onde marca os encontros conjugais.

     Fantástico: Você tem uma alimentação especial? Usa alguma erva estimulante?

    Tchicuteno: Sim. Os cereais que uso são lavra… Milho, mandioca…

    Mas ele não aceita que os filhos tenham mais de uma mulher. Só ele pode!

    “Não! É só uma mulher”, diz o sultão.

     Quando nós chegamos ao povoado, no alto do penhasco sobre o Rio Bero, os dois filhos mais novos ainda estavam reclusos. Os meninos ficam num quarto escuro antes de serem registrados e as meninas ficam isoladas dois meses.

     “Como ainda não saiu fora, não se pode contar. Só depois é que passa a registrar. Vai dar um nome, porque ainda não tem nome”, diz o sultão.

     Eles acreditam que isso evita contaminação de doenças. Abrimos a cortina para ver um dos recém-nascidos.

    êm mais dois, esse aqui, que acabou de nascer, 149 e o 150, que está vindo aí.

     Eva, a primeira mulher do sultão, recebe nos braços o bebê cento e cinquenta. Ela é tão solidária com as outras mulheres do harém do deserto, que até ajuda nos partos das suas rivais. Todos os filhos nasceram de parto normal na aldeia.

     E ainda tem seis grávidas, esperando filhos de Tchicuteno.

    Uma nos surpreendeu! Pelo tamanho da barriga, resolvemos esperar pelo parto.

     Voltamos no dia seguinte ao povoado e haviam nascido gêmeas. Cento e cinquenta e um e cento e cinquenta e dois. Aqui, não se faz exames pré-natal.

    A mãe, que ainda está deitada no chão, nem sabia que eram gêmeas.

     Assim vai aumentando a família de Tchicuteno, de 64 anos, sultão da etnia Mucubal.

     No Guinness Book, o recorde de maior família registrado é de um indiano, com trinta e nove mulheres e noventa e quatro filhos. Quatro mulheres e cinquenta e oito filhos a menos do que o super pai da família africano.

     Para manter todos aqui, os filhos mais velhos trabalham na agricultura e na pecuária.

    Tchicuteno:

    Primeira esposa do Tchicuteno 


    O Livro onde ele registra todos seus filhos

    Share this
    Tags

    A Bombar

    José Paciência fala sobre preconceitos no seio Artísticos “Nós temos lutado com pessoas erradas”

    Em um mundo onde a arte é muitas vezes definida por fronteiras rígidas e expectativas preestabelecidas, José Paciência com uma carreira marcada por obstáculos...

    INADEC realiza 1ª edição do fórum de empreendedorismo digital e conscientização empresarial

    O INADEC realizou, nesta Sexta-feira(12), no Ministério do Comércio, a primeira edição do fórum de empreendedorismo digital e conscientização empresarial. O evento teve como objectivo...

    Comité Mister Angola comemora 25 anos de existência com jantar intimista

    O comité Mister Angola celebrou os seus 25 anos de existência, neste Domingo(14), com um jantar intimista que reuniu todos os misteres e patrocinadores...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto