- Publicidade -

More

    “Apesar da situação que estamos a viver, o lume das minhas panelas não apagou”, diz Kotingo

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Por: Stella Cortêz 

    Mais maduro e com muitas histórias para contar, Kotingo fez uma análise a respeito de todo o processo pelo qual passou, quer a nível pessoal como profissional, uma metodologia que, a seu ver, tem servido como aprendizado e crescimento espiritual.

    O humorista, que tem feito de tudo um pouco para não deixar o “lume das panelas de casa apagar”, explicou ao PLATINALINE, que apesar do pouco rendimento, devido ao cancelamento dos eventos por conta da situação epidemiológica no país, agradece a Deus por tudo quanto o tem permitido realizar nesta fase difícil.

    “Precisamos nos reinventar. A situação pode ser a mesma, mas o ponto de vista de cada um é que faz toda a diferença, já tinha feito alguns investimentos na África do Sul e em Angola. Fiz uma parceria com uma empresa sul-africana para um projecto turístico, mas estes projectos, durante a pandemia, não são viáveis. Infelizmente, tivemos dinheiro, ideia e tempo investidos, mas isso não é o fim do mundo, porque existe uma continuidade, um outro lado da moeda e um outro horizonte, é para ali que prefiro olhar. Entretanto, mesmo o mundo enfrentando toda esta situação da covid-19, eu sonho crescer financeiramente e profissionalmente. Estamos a trabalhar para isso”, disse.

    Kotingo salientou, ainda, que o seu crescimento profissional está adjacente ao pessoal, pois é totalmente impossível, no seu caso, crescer numa área e na outra não.

    “O crescimento pessoal acabou por influenciar o meu lado profissional, a forma como lido com alguma situação actualmente, não é a mesma que lidava antes do acidente. Aquilo que somos representa apenas dez por cento, o resto vai surgindo de acordo às nossas reacções de vida. Contudo, hoje as minhas reacções passam por uma análise que envolve elementos do tipo: Efeitos, danos colaterais, lado positivo e, principalmente, o que daqui a cinco anos os meus filhos poderão achar sobre o trabalho que tenho feito. Então, prefiro ter muita calma, até mesmo na elaboração dos meus conteúdos, para fazer rir, trago algum conhecimento para ensinar, ou seja, hoje sou mais focado”, finalizou.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Francisco Destino apela por cuidados com “burnout” e esgotamento físico

    Por: Lindeza Admizalda Francisco Destino, sociólogo angolano e conhecido estrategista de negócios, compartilhou nesta quarta-feira (12) que foi diagnosticado com esgotamento físico, conhecido como "burnout",...

    Mbala Nzola e Annabelle Semenou anunciam chegada do primeiro filho

    Por: Helder Lourenço O jogador internacional angolano Mbala Nzola e a modelo Annabelle Semenou anunciaram, nesta quarta-feira, 12 de junho, que estão à espera do...

    Cidade de Al Bayda na Líbia iluminada com imagem de Ary Papel

    Por: Helder Lourenço A cidade de Al Bayda, na Líbia, localizada nos arredores da capital, foi iluminada com a imagem do extremo angolano Manuel David...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto