Pela primeira vez, quatro mulheres receberam os quatro principais prémios.
Este domingo à noite realizou-se a cerimónia de entrega dos Grammy, os principais prémios de música dos Estados Unidos. Pela primeira vez, quatro mulheres receberam os quatro principais prémios.

Beyoncé foi uma das principais vencedoras da noite. Ganhou quatro grammys: “Melhor performance R&B”, “Melhor Performance de rap”, “Melhor Canção de rap” e “Melhor Videoclipe”. Tornou-se na mulher mais condecorada de sempre na história dos Grammy, com 28 grammys alcançados durante a carreira.

Também Taylor Swift fez História ao tornar-se na primeira artista feminina a ganhar três vezes o prémio “Álbum do ano”. Nesta edição, venceu a categoria com o álbum “Folclore”.

O prémio “Artista Revelação” foi para Megan Thee Stallion, sendo a primeira artista de ‘rap’ a triunfar nesta categoria desde Lauryn Hill em 1999.

H.E.R venceu o prémio “Canção do Ano”, com a música “I Can´t Breathe”, um tema inspirado pelos protestos no verão passado, nos Estados Unidos, na sequência da morte do afro-americano George Floyd. O título remete para a frase que Floyd, sufocado por um polícia durante oito minutos, pronunciou antes de morrer e que se transformou em palavra de ordem contra o racismo e a brutalidade policial.

“Somos a mudança que queremos ver e essa luta que tivemos no verão de 2020 deve continuar”, disse a artista ao receber o prémio.

Já Billie Eilish venceu o prémio “Gravação do Ano” com a canção “Everything I Wanted”, repetindo a vitória de 2020 na mesma categoria.

MAIS PRÉMIOS
Harry Styles, que abriu a noite com o êxito “Watermelon Suga”, ganhou o Grammy para “Melhor Performance Solo Pop”.

Britanny Howard, anteriormente conhecida com a banda Alabama Shakes, ganhou o Grammy de “Melhor Música Rock”, enquanto Fiona Apple levou para casa dois prémios pelo álbum “Fetch The Bolt Cutters”.

Numa categoria de rock onde artistas femininas voltaram a estar em voga, The Strokes conseguiu ganhar o “Melhor Álbum de Rock” com “The New Abnormal”.

O veterano do ‘rap’ Nas conquistou, no domingo, e depois de 14 nomeações, o primeiro Grammy para “Melhor Álbum de Rap”.

A estrela nigeriana Burna Boy ganhou na categoria “Música do Mundo”, enquanto Kanye West conquistou o 22.º Grammy, não na categoria ‘rap’ que o tornou famoso, mas com o álbum evangélico “Jesus Is King”, votado Melhor Álbum de Música Cristã Contemporânea.

PORTUGUESES ENTRE OS NOMEADOS
Entre os nomeados havia três portugueses na corrida: a cantora Maria Mendes na categoria de Melhores Arranjos, Instrumentais e Vocais, e o produtor André Allen Anjos na categoria Melhor Gravação Remisturada, enquanto o DJ e produtor Holly produziu oito temas de um álbum na categoria de Melhor Álbum de Dança/Eletrónica.

A edição deste ano decorreu sem a presença habitual de público por causa da pandemia.