Trata-se de um cidadão de nacionalidade angolana, um pastor da Igreja Coligação Cristã em Angola foi detido nesta terça-feira, 13 de Abril, na província de Benguela, pelo Serviço de Investigação Criminal “SIC”, por alegadamente ter abusado sexualmente de duas fiéis, mãe e filha.
De acordo com denúncias feitas por populares, o líder religioso, solteiro, de 49 anos de idade, terá se aproveitado das vítimas de 42 e 25 anos de idade, respectivamente, durante dois anos. De acordo com o Serviço de Investigação Criminal, o pastor coagiu as duas vítimas a assinarem uma declaração em que se comprometeram em entregar à igreja cinco milhões e quatrocentos mil kwanzas, resultante da venda de uma residência, um contentor de 40 pés, quatro terrenos localizados em diversos bairros do município de Benguela e, ainda, mobílias gama diversas.

Por tais actos constituírem crimes de coação grave, concorrido por burla qualificada e abuso sexual com penetração, todos previstos e puníveis no Código Penal vigente, o Serviço de Investigação Criminal, SIC, deteve o cidadão em causa, no interior da igreja, tendo ainda resgatado uma das cidadãs que lá se encontrava por coação há mais de dois anos. O religioso já se encontra detido e aguarda pela acção do Ministério Público para trâmites processuais.

Fonte: Jornal O País