- Publicidade -

More

    Biocom arranca com a colheita da cana de açucar

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    A Biocom iniciou hoje a colheita de 2022. A empresa prevê para este ano uma produção de aproximadamente 130 mil toneladas de açúcar branco, 18.000 m3 de etanol neutro, e 64.000 MWh de energia eléctrica renovável.

    Luanda, 18 de Maio de 2022 – A BIOCOM deu hoje início à colheita deste ano. Com a cana de açúcar cultivada estima produzir 128 mil toneladas de açúcar branco, 18.000 m3 de etanol neutro, e 64.000 MWh de energia eléctrica renovável. Com estes números, a Biocom regista um acréscimo na produção de açúcar na ordem das 8 mil toneladas/ano.

    Para assinalar o arranque da colheita de 2022, a Biocom organizou uma visita à fábrica e às áreas cultivadas, na qual estiveram presentes, para além de diversos responsáveis da empresa, as autoridades locais, designadamente o Governador da Província de Malanje, Norberto Fernandes dos Santos; o Vice-Governador para o Sector Político, Social e Económico, Domingos Manuel Eduardo; a Administradora Municipal de Cacuso, Joana Tomás; e os Sobas da região.

    Luís Bagorro, Director Geral Adjunto da Biocom, mostrou-se satisfeito com o resultado expectável para este ano. “A nossa produção tem vindo a crescer de ano para ano, fortalecendo a indústria nacional, através do desenvolvimento sustentável da cadeia produtiva da cana de açúcar em convergência com os programas do Governo, especialmente o Programa de Apoio à Produção, diversificação das Exportações e Substituição das Importações – PRODESI”, enfatizou o mesmo responsável.

    O Director Geral Adjunto disse ainda que com esta colheita a empresa está pronta para enfrentar os desafios que a conjuntura económica nacional e internacional lhe colocam, sobretudo o aumento dos preços dos adubos e fertilizantes, e dos equipamentos, e a dificuldade de escoamento dos produtos, em virtude do menos bom estado de algumas infra-estruturas do país.

    Na sua intervenção, o Governador de Malanje, Norberto Fernandes dos Santos “Kwata Kanawa”, congratulou-se com o contributo que a Biocom dá ao desenvolvimento da economia local e ao bem-estar social da população, não só porque lhe assegura trabalho diário e um ordenado mensal, mas também pelo apoio social que lhe presta ao nível da educação e da saúde.

    “Destaco os esforços empreendidos pela Biocom para a formação de jovens e de adultos da região. Quem aqui chega sem competências acaba por se transformar em técnico médio ou superior e fazer carreira na empresa, melhorando significativamente a sua posição na sociedade e assegurando rendimentos para o bem-estar da sua família. Ora esta é uma mais-valia por demais importante não só para a região, mas para a economia do País. Destaco também o sentido de unidade nacional que emerge na empresa, porque aqui trabalham Angolanos de Malanje, de Cabinda, do Cunene – de todas as províncias de Angola. Este entrosamento contribuiu em muito para fortalecer laços nacionais, para a troca de experiências entre um vasto número de empregados, com idades e valências diferenciadas e para o aumento de resultados em qualquer organização”, fez questão de salientar o Governador.


    Instalada no Polo Agro-industrial de Capanda (PAC), na província de Malanje, Município de Cacuso, numa área superior a 81 mil hectares, dos quais 70 mil são cultiváveis e 11 mil se destinam à existência

    de áreas de preservação permanente da vegetação. A Biocom tem uma capacidade instalada para produzir 2,2 milhões de toneladas de cana-de-açúcar numa área de 30 mil hectares, 250 mil toneladas de açúcar cristal branco, 37 mil metros cúbicos de álcool neutro e para fornecer ao país um adicional de 136 mil megawatts de energia eléctrica limpa e renovável. Actualmente, a empresa emprega 3400 colaboradores, maioritariamente oriundos da Província de Malanje.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    “O mundo não aprecia coitados nem perdedores”, diz Teresa Sara

    A atual Miss Angola Internacional, Teresa Sara, deixou um conselho para as jovens que a veem como modelo. Em sua abordagem, aconselhou-as a lutar...

    “O mundo não aprecia coitados nem perdedores”, diz Teresa Sara

    A atual Miss Angola Internacional, Teresa Sara, deixou um conselho para as jovens que a veem como modelo. Em sua abordagem, aconselhou-as a lutar...

    Governo Provincial de Luanda entrega Octógonos à FAMMA

    Por: Helder Lourenço O Governo Provincial de Luanda demonstrou o seu compromisso com a promoção das artes marciais ao entregar, nesta terça-feira (16), dois Octógonos...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto