- Publicidade -

More

    Entrevista Exclusiva: Bruna Tatiana "Não guardo ressentimentos"

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

     

     

    A Platina Line acostumou seus leitores com o que há de melhor no mercado da música e dessa vez trazemos para vocês Bruna Tatiana bastante conhecida no mercado pelo seu excelente trabalho, e nessa entrevista ela nos leva para um pedaço íntimo da sua vida e nos fala do seu mais recente trabalho discográfico e seus projetos como cantora.

     

     

     

    Fui Registada como: Bruna Tatiana Lemos Estevão

    Nascimento: 11 de Fevereiro de 1978

    Na Tv assisto: Programas de entretenimento, decoração, talk shows, desporto, filmes, documentários, moda, reality shows, notícas, música obviamente…

    Na Tv não assisto: Na verdade assisto a quase tudo, mas depende muito do meu estado de espírito.

    Nas horas livres: Gosto de ler, ir a praia, ouvir música, fazer ginástica, estar com os amigos e viajar quando posso.

    No cinema: Basicamente vejo tudo. Comédia, drama, ação, ficção…

    Música: Lions, Tigers and Bears de Jazmine Sullivan. A música fala de uma mulher destemida, capaz de enfrentar leões, tigres e ursos. Capaz de atravessar oceanos ou cantar para uma multidão de pessoas mais vulnerável quando se trata de amor.

    Prato predilecto: Funje acompanhado com verduras e molhos variados.

    O melhor do guarda- roupa: Calça jeans e um vestido preto básico.

    Perfume: The one by Dolce & Gabbana.

    Mulher bonita: Halle Berry, Salma Hayek…

    Homem bonito: Brad Pitt, Denzel Washington…

    Animal de estimação: Cães e gatos.

    Escritor: Dale Cornegie, pelo escelente livro “How to win friends and influence people”.Uma verdadeira obra sobre a busca e desenvolvimento pessoal.

    Melhor viagem: Las Vegas. A cidade das luzes, do jogo, dos shows e dos cenários fantásticos.

    Arma de sedução: Atitude.

    Sinónimo de elegância: A educação que prevalece nas situações mais prosaicas quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto.

    Melhor notícia: O nascimento dos meus dois sobrinhos. Riane e Diego.

     

    Mania: A persistência e dedicação que coloco em tudo o que faço.

     

    Platina Line: Conte-nos um pouco a sua história no mundo da música.

    Bruna Tatiana: Bem…comecei a cantar pouco antes de 1997 onde pisei num palco pela primeira vez na Gala da TVC. Creio que esta foi a mola impulsionadora. No grupo Vozes Negras tive a minha primeira escola. Mais tarde fui corista dos SSP com quem aprendi muito. Trabalhei com Don Kikas, BM Genius, Warrant B etc… Lancei então o meu primeiro disco “O meu lado Zouk”. Gravei depois o album “Bruna” pela Rubens Produções gravado no Brasil e misturado e masterizado no Dallas Sound Lab-U.S.A.

    Dos prêmios fazem parte Revelação Feminina (Rádio Luanda), Best New Act (Channel O), Artista Revelação (Namibia Fashion). Alguns outros destaques foi o ter sido homenageada num Baile de Debutantes por elevar o nome de Angola internacionalmente. A nomeação ao Kora.

    Tive a honra de ter cantado no mesmo palco com varios artistas internacionais, mas o momento mais marcante foi certamente o dueto que fiz com o Sr.Julio Iglesias (o maior cantor romântico do mundo) a música “When you tell me”.

    Tive a sorte de ter pisado em vários palcos por alguns países de África e encantei-me com a sua beleza e o som distinto da música Africana.

     

     


    P.L: Sei que vem de uma família de músicos, isso teve influência no seu gosto pela música?

    B.T: Certamente. O meu pai foi cantor e baterista.Na minha casa cresci ouvindo Louis Armstrong, Otis Reding, Percy Sledge, Aretha Franklin e daí talvez a minha tendência para soul music,embora ouça todo o tipo de música.

    P.L: Como avalia o teu percurso musical desde o início ate o presente?

    B.T: O meu percurso como todas as coisas teve varios ingredientes. Alegrias, tristezas, injustiças, expectativas, mas o importante foi ter dado sempre o meu melhor. Nunca deixei de acreditar em mim. Conheço bem os meus limites e as minhas capacidades.

    P.L: Mudaria alguma coisa no curso da sua vida?

    B.T: Não. Não mudaria absolutamente nada. A pessoa indecisa permanece na duvida, na ansiedade, na angústia. A história humana é feita de decisões e eu sou decidida. Assim é a roda da vida, estamos sempre construindo a nossa história.

    P.L: Existem muitas limitações em Angola que levam os artistas a gravarem com mais frequência os seus álbuns no estrangeiro!

    B.T: Agora já vão aparecendo alguns estúdios, mas o problema maior reside na falta de técnicos especializados na área. E os músicos passam a ser mais exigentes e a primar pela qualidade nas suas obras.

     

     

    P.L: Bruna por onde você passa você tem fãs e eles te acompanham mesmo! Seguem com carinho o que você faz. Como é para voce receber esse carinho?

    B.T: Realmente apesar de uma longa ausência sempre senti o carinho dos meus fãs. A vida recompensou-me com esta dádiva. Estiveram comigo em momentos menos bons, talvez porque nunca coloquei trancas nas portas e o carinho que recebi contribuiram muito para a minha proteção emocional. Sou-lhes grata.

    P.L: Disse em entrevista que seu álbum foi prejudicado pela sua separação, as pessoas não souberam separar o profisional do pessoal, ate que ponto se sentiu prejudicada por isso?

    B.T: Dou liberdade as pessoas para que façam aquilo que acham ser o mais correcto: cabe a mim aceitar ou não. Não me senti prejudicada. Arregacei as mangas e descobri que posso fazer coisas que não imaginava. E é nos erros, tropeços e acertos na estrada da vida que vamos crescendo.

    P.L: A sua Mãe é uma autêntica defensora  desses e outros assuntos em público e algumas redes sociais, como analisa o facto da sua mamã a defender com muito amor?

    B.T: Tenho uma Mãe maravilhosa, nao posso descrevê-la. Apenas dizer que ela é a minha Rainha. Quanto ao defender-me publicamente acho que está apenas a agir como Mãe e tem esse direito.

     

    P.L: Disse há algum tempo que posaria nua por um milhão, hoje mantém a mesma idéia?

    B.T: Claro que disse e assumo. Embora a nudez envolva hostilidades e comentários maldosos, há uma fronteira entre a nudez aceitável e a obscena. Cada cultura tem as suas etiquetas e as suas formalidades. Muitas vezes passamos por constrangimentos que nos deixam nuas e no entanto estamos vestidas. A nudez pode ser arte. Fascina-me a vida que cada pessoa carrega por detrás das máscaras.

    P.L: Orgulha-se do seu passado e do caminho que fez ate aqui?

    B.T: Orgulho-me muito do meu passado pois é a minha história. É uma cortina de vidro e assim caminho com firmeza para o futuro.

    P.L: O que podemos esperar do álbum “Butterfly 11”?

    B.T: É um álbum com 12 faixas sendo a sua maioria em Inglês. Muitos dos temas têm haver com a minha vida pessoal e muitas pessoas certamente se vão identificar com algumas músicas. Vão rever-se nelas. Como cantora estou mais segura, mais madura e o álbum tem composições mais profundas.

    P.L: Tens conhecimentos de quantos discos já vendeu somando todos os álbuns lançados até hoje?

    B.T: Nunca me preocupei com isso.Tenho apenas dois álbuns num mercado onde não se vendem milhões.

    P.L: É vaidosa?

    B.T: Sim, sou vaidosa. Gosto de me sentir bonita.

    P.L: Perde-se por compras?

    B.T: Quando tenho possiblidades.

    P.L: Costuma gastar muito dinheiro?

    B.T: Gasto apenas o que posso gastar.

    P.L: Que cuidados tem com o corpo?

    B.T: Faço ginástica.Tenho cuidado com a minha alimentação, mas não sou escrava disso. Bebo muita água. So uso maquilhagem quando é necessário e uso sempre um creme hidratante.

    P.L: Tem o coração livre para amar neste momento?

    B.T: Não. Está ocupado.


    P.L: Apaixona-se com facilidade?

    B.T: Não até porque tive sempre relacionamentos longos.

    P.L: O que valoriza num homem?

    B.T: O carácter.

    P.L: É uma mulher romântica?

    B.T: Sim, sou uma mulher romântica.

    P.L: Continua a estudar? Se sim qual o curso que fez?

    B.T: Fiz o colégio de musica no Montgomery College mas quero sempre aprender coisas novas e não excluo a possibilidade de fazer outro curso.

    P.L: Quais são as suas perspectivas em termos profissionais para os proximos 6 meses de 2011 e para os próximos anos?

    B.T: Quero agora dedicar-me ao lançamento e divulgação do meu disco e tentar levá-lo o mais longe possível porque pode ir além fronteiras.

    Nos próximos anos gostaria de trabalhar num mercado diferente, encarar outros desafios, fazer televisão novamente ou algo que me motive tanto quanto a música.

    P.L: Até que ponto a fama, o dinheiro e o status trazem felicidade?

    B.T: Trazem alguma felicidade quando sabemos gerir as coisas sem atropelar ninguém. Onde colocamos os nossos sonhos geralmente ficamos felizes por termos atingido a meta.

    P.L: Você é o espelho e o modelo para várias garotas que sonham em seguir a carreira de cantora. Essa carreira não é facil; que dicas você pode deixar para elas?

    B.T: A mensagem que deixo é que se têm talento nunca deixem de perseguir o sonho mesmo no meio dos muitos obstáculos que vão encontrar. Que sejam firmes pois nunca se agrada a toda a gente e portanto tem que ter garra para segurar  as invejas, o desamor, as maldades, as calúnias, mas tudo na vida tem o seu preço. A força depende sempre de nós.

     

    Apenas um esclarecimento geral:

    Não guardo ressentimentos porque já estou no momento seguinte sem ficar atada aos grilhões do passado prendendo a minha existência. Esqueci as coisas más do passado. Ele nao existe mais. Quero no entanto ser dona absoluta dos meus silêncios. Mereço isso.

    Obrigada.

    Bruna Tatiana

    Share this
    Tags

    A Bombar

    TAAG põe fim a acordo com Hi-Fly e volta a assegurar na totalidade voos Luanda-Lisboa

    No seguimento do plano de manutenção e recuperação da frota e, no sentido de responder melhor às necessidades do mercado e a estratégia de...

    Hildebrando de Melo na 15º Bienal de Havana em Cuba

    A 15ª Bienal de Havana, que ocorrerá de 15 de novembro de 2024 a 28 de fevereiro de 2025, contará com a presença do...

    Florêncio Handanga homenageia legado musical do pai com lançamento de “Ya papa”

    Florêncio Handanga, filho do saudoso músico Justino Handanga, irá lançar uma nova música intitulada “Ya papa” no próximo dia 18 de Maio, como uma...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto