exto: Hélio Cristóvão
Fotos: Edueni António

A Câmera do Comércio Angola-China, plataforma que representa os interesses das empresas angolanas e chinesas na prossecução de parcerias estratégicas, assinou, na tarde desta terça-feira, 18 de Maio, um protocolo de cooperação com as Associações Chinesas em Angola.

O memorando foi assinado na sede da Câmara, edifício Niodior Internacional, na via Expresso, em Viana, e, na ocasião, o Presidente da Câmara de Comércio Angola-China, Doctor Luís Cupenala, disse que o acto simboliza um trabalho contínuo para a dinamização dos grandes projectos e a mobilização de investimentos para a economia nacional.

Para a assinatura do memorando, participaram várias associações, a citar: Associação das Mulheres Chinesas em Angola; Associação Geral dos Chineses Residentes em Angola; Associação de Empreendedores de Zhejiang em Angola; Associação de Comércio Geral de Jiangsu em Angola; Associação Geral dos Empreendedores de Chuan-Yu da hiona e Associação de Fujian Residentes em Angola. Cada uma delas, segundo o Presidente da Câmara, representa um número elevado de empresas que operam em diversos sectores da economia, espalhadas por vários pontos do nosso território.

“Este acordo é para congregar a vontade de todas essas empresas a partir das suas associações, para que sejam vinculadas à câmara, para que sirva de aliado principal ou parceiro social entre o Governo chinês e o Governo angolano, cujo fim é a constituição de parcerias estratégicas e a mobilização de investimentos para a dinamização da nossa economia”, reforçou Luís Copenala.