“Carolina do Ebo” é a próxima obra discográfica de Proletário, prevista para este ano

0
202

Por: Hélio Cristóvão

Com as bases deste projecto criadas em Angola e terminadas em Portugal, Proletário, que estreou no mercado discográfico em Dezembro de 2009, com o CD “Caminhada”, está desde 2015 a trabalhar arduamente para a conclusão do seu segundo projecto discográfico intitulado “Carolina do Ebo”, cuja data de lançamento está prevista para este ano.

Em entrevista ao PLATINALINE, o músico contou detalhes deste trabalho e salientou que está a trabalhar calmamente para trazer ao mercado um produto de qualidade. “Neste momento, a obra encontra-se no estúdio, em masterização, estou simplesmente a aguardar, a qualquer momento poderei anunciar o seu lançamento. Gostaria muito que saísse já este ano, mas não se deve pressionar uma mãe que está a nascer, sob pena de o filho sair defeituoso”, disse.

A obra que comporta 12 faixas musicais trará estilos versatilizados como: Semba, Kizomba, Kwassa, Kilapanga, Kizomba e muitos outros. Relativamente a participações musicais, “Man Prole”, como é carinhosamente tratado, apesar de não avançar nomes, confirmou que tem trabalhado online com outros músicos convidados para integrar neste  CD que conta com temas como: Canote, Lemba, Zembele, Scânia 140 e muitos outros que considera surpresa.

Relembre que o último trabalho apresentado por Man Prole foi o tema “Kimbombeya”, gravado com a extinta banda Chamavo, tema este que até os dias de hoje é um verdadeiro sucesso nas pistas de dança.

O músico que, no passado dia 16 de Agosto, estrou no palco do ” Live no Kubico”, ao lado de Besaa Teixeira e Kumby Lyxya, aproveitou a ocasião para felicitar a iniciativa que, sobretudo, tem contribuido para que a sociedade permaneça em casa. “Acredito que este projecto é um factor estratégico para nos defendermos desta pandemia e moralizar a sociedade a permanecer em suas casas, devo felicitar a iniciativa e agradecer o convite.” Concluiu. 

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments