A emoção do futebol continua na DStv, com a segunda volta dos principais campeonatos de futebol na Europa. E neste fim-de-semana, o principal confronto da Premier League será o encontro entre Arsenal e Manchester United, no Emirates Stadium, na noite de sábado, 30 de Janeiro. Esta é considerada uma das rivalidades clássicas do futebol inglês, com os Red Devils e os Gunners a dominarem a liga durante os anos 1990 e 2000.

Embora nenhum deles tenha conseguido recuperar esse tipo de status nos últimos oito anos ou mais, este jogo continua a ser um destaque no calendário da Premier League e oferece uma visão fascinante de duas equipas que vão tentando reconstituir-se e voltar à elite da Liga.

Depois de um péssimo primeiro terço da temporada, o Arsenal deu grandes sinais de progresso sob o comando do técnico Mikel Arteta e pensa em fazer uma “dobradinha” sobre o United após uma vitória por 1 a 0 em Old Trafford, em Novembro.

“Quando você chega a um clube que passa pelo que passamos em um ano e, além disso, temos uma pandemia que está a afetar toda a indústria … faz da nossa profissão um desafio ainda maior”, disse Arteta sobre a temporada do Arsenal. “Ao mesmo tempo, digo que amo o que faço, sinto-me um sortudo e privilegiado por estar neste clube de futebol.”

O United também progrediu sob o comando de Ole Gunnar Solskjaer, mas ele sempre exortou a sua equipa a manter o foco firmemente no próximo desafio – neste caso, os Gunners.

“É isso que importa. Você acumula pontos ao longo da temporada”, disse Solskjaer. “Então, se em um ponto você pensar: ‘Conseguimos agora, resolvemos ’e você relaxa, é quando isso vai te atingir. Portanto, estamos muito focados.”

Ainda na Premier League, o campeão Liverpool terá uma viagem complicada ao terreno do West Ham United; Leicester City e Leeds United defrontam-se no King Power Stadium para o que promete ser um braço de táctica entre Brendan Rodgers e Marcelo Bielsa; já o Manchester City vai procurar três pontos fáceis em casa quando receber o Sheffield United.

Em Espanha, o Barcelona espera estar curado da ressaca da SuperTaça, pois o adversário deste fim-de-semana é nada mais. nada menos que o mesmo temível Athletic Bilbao, que vai a Camp Nou, na noite de domingo, 31 de janeiro, a sorrir e na espectativa de um deslize da equipa da casa.

Embora o Barça tenha mostrado alguns sinais de progresso sob o comando de Ronald Koeman, o estrategista holandês continua a ser um homem sob pressão, com o Blaugrana sem consistência nos resultados nem a fluidez do estilo que caracterizou o seu jogo por tantos anos.
E o próprio Koeman admite que erguer o título no final da temporada parece uma tarefa difícil: “Sou realista, vai ser muito difícil ser campeão. Nada é impossível, mas é preciso reconhecer a lacuna [para o topo].”

O adversário, o Athletic, está a ter uma temporada difícil, lutando para se livrar totalmente das preocupações persistentes com a descida, e luta internamente com um plantel atingido por transferências, lesões e desequilíbrios vários. O clube basco trouxe Marcelino como treinador no início deste mês e, embora ele tenha causado um forte impacto na Supertaça da Espanha, subir na liga espanhola ainda representa o verdadeiro teste.

“O trabalho dos jogadores tem sido enorme em termos de comprometimento e estou muito satisfeito [com eles]”, disse o técnico do Atlético. “Aproveitamos o trabalho anterior e queríamos dar confiança individual e coletiva à equipa.”

Ainda em Espanha, o campeão Real Madrid joga em casa contra o Levante, enquanto o favorito ao título, o Atlético de Madrid, vai jogar à casa do Cádiz, ao Estadio Ramon de Carranza.

A jornada reserva ainda um potencial suspense entre Villarreal e Real Sociedad – duas equipas que disputam com o Sevilla por aquela que deve ser a 4ª vaga para a próxima temporada da UEFA Champions League. Como sempre, o ‘Yellow Submarine’ vai contar com a estrela nigeriana Samuel Chukwueze para dar vida ao seu ataque.

Na Itália, o principal jogo desta rodada opõe a Atalanta e a Lazio no Estádio Gewiss, em Bérgamo, na tarde de domingo, 31 de janeiro. Estas são duas das equipas mais voltadas para o ataque na Serie A, e não é por acaso que nos seus últimos três encontros tenham produzido 16 golos!

A última foi em setembro de 2020, com o Atalanta a vencer por 4 a 1 em Roma, graças aos golos de Robin Gosens, Hans Hateboer e Papu Gomez (dois). O craque Gomez pode estar parado, mas isso não impediu La Dea de continuar a progredir e florescer sob o comando do técnico Gasperini.

O estrategista, no entanto, quer ver a sua armada mais implacável: “Estamos num bom período de forma, mas se pudermos ser mais prolíficos, mais clínicos na frente da baliza e finalizar os jogos mais cedo, será melhor. Há muitos jogos nesta temporada, mas apresentamos jogadores que não tinham tanto espaço e eles fizeram um excelente trabalho. Isso me permite ampliar as opções e dar a todos mais garantias no futuro.”

A Lazio, por sua vez, tem lutado por mais consistência, mas o treinador Simone Inzaghi está determinado em ver o seu lado encontrar um ritmo e subir na classificação: “Agora, é hora de ser mais forte do que nunca. Devemos interpretar a correspondência da melhor maneira possível.”

O fim-de-semana também apresenta um clássico da “velha guarda”, com a Sampdoria recebendo a campeã Juventus no Stadio Comunale Luigi Ferraris. O confronto vê um ângulo de “mestre versus aprendiz” para os treinadores, com o velho e astuto Claudio Ranieri tentando superar o estreante Andrea Pirlo.

Ranieri espera que o veterano atacante Fabio Quagliarella – que foi incrivelmente ligado à transferência para a Juve nesta janela de transferência de janeiro, apesar de ter 37 anos de idade – volte os anos para esta partida: “Ele é o nosso líder e o nosso melhor marcador. Todos os jogadores olham para ele em busca de inspiração.”

Estes e outros grandes jogos podem ser vistos em directo e em exclusivo nos canais SuperSport, na DStv. Para informação e notícias detalhada sobre os jogos, visite o site www.dstvafrica.com/pt