- Publicidade -

More

    Clientes devem 266 mil milhões à ENDE

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Por: Liliana Victor

    Durante uma recente entrevista no Dia Alegre, programa emitido na Platina Fm, o Director do Gabinete dos Assuntos Regulatórios e Fiscalização da ENDE, Bartolomeu Fernandes, revelou que 266 mil milhões é o volume das dívidas que os clientes têm com a instituição.

    Bartolomeu Fernandes, enquanto falava na rubrica “Hora do Consumidor” apelou aos clientes que sempre que sentirem-se lesados devem reclamar pesembora haja uma dívida avultada por parte dos utentes da Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE).

    “O volume da dívida dos clientes para com a ENDE já está em 266 mil milhões de dívida e no passado a electricidade era um dos produtos subsidiados pelo estado porque a tarifa era baixa e os valores que as empresas não conseguiam cobrir com as cobranças o estado apoiava, mas desde 2019 que o estado em função dos apertos económicos, deixou de subsidiar a electricidade”, avançou.

    Ainda na ocasião, esclareceu que a ENDE vive e sobrevive dos pagamentos do consumo dos clientes, pois se os clientes não regularizarem os pagamentos, não terão como sobreviver.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    OKT INVESTIMENTOS celebra 6 anos de existência no mercado nacional com festa glamorousa

    A empresa de prestação de serviço OKT INVESTIMENTOS celebrou, neste Sábado (25), em Luanda, no Restaurante Yona’s Café, o seu sexto aniversário com parceiros,...

    Paulo Flores e Boy G Mendes abrilhantaram o Dia de África

    Três mil pessoas lotaram o CCB para verem actuar astros da música angolana e cabo-verdiana, juntos pela primeira vez Paulo Flores, uma das principais referências...

    Ary e Yuri da Cunha: Rumores de um Romance no Showbiz Nacional Ganham Força!”

    Por: Liliana Victor Nos últimos dias, tem sido tema de debate nas redes sociais e além delas, a possibilidade de um vínculo amoroso entre Ary...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto