Conheça Janeth Meio-Dia: A jornalista cadeirante que viralizou ao surgir como rosto da Girassol TV

0
77

“Não me limito nem permito que me limitem”

Por: Hélio Cristóvão 

Janeth Meio-Dia é estudante do 4º ano do curso de Comunicação Social pela Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Agostinho Neto, que recentemente viralizou nas redes sociais durante a abertura da nova rede de televisão angolana – a “Rede Girassol”. A jovem de 25 anos de idade cedeu entrevista ao PLATINALINE e falou sobre este facto incomum que exalta a inclusão social, desafios diários e da satisfação de trabalhar naquilo que ama e estuda.

“A minha estada na Girassol (TV) significa vitória. Sou uma pessoa com deficiência, como sabem, e não são todos os dias que pessoas com deficiência são aceites em diferentes instituições, muitas vezes apresentamos um currículo que espelha muita competência mas ainda assim somos descartados pela nossa condição física.”, começou por dizer.

Diferente do que foi noticiado de forma viral, Janeth (ainda) não é apresentadora de televisão, no entanto, actua como redactora, repórter de informação de TV e pivot do jornal radiofônico das 12 horas. “Acredito que, a partir deste momento, há instituições que abrirão as portas para outras pessoas com deficiência e que essas pessoas (com deficiência) passarão a acreditar mais em si e ir atrás dos seus sonhos”.

A profissional do jornalismo deixou claro que não foi contratada devido a sua condição física, mas, pelo talento e habilidade que a Rede Girassol viu em si. “A condição física que se tem não basta para que sejamos contratados ou aceites em determinadas instituições, devemos trabalhar e mostrar que temos capacidade, foi isso que aconteceu.” Clarificou.

Questionada se já alguma vez se sentiu limitada pela condição física que apresenta, a jovem foi clara e felizarda em dizer que não. “Eu sou uma pessoa muito positiva. Reconheço que há questões que me ficam difíceis fazer ou que as vezes são possíveis, existem sim as limitações mas não tenho dificuldades de fazer as coisas que desejo. Quando acredito que posso eu vou atrás e faço. Não me limito nem permito que me limitem”, sublinhou.

Janeth Meio-Dia rendeu elogios à instituição que lhe deu a oportunidade do primeiro emprego, e diz sentir-se valorizada e fez um poderoso apelo sobre a inclusão no nosso país. “É importante que as pessoas percebam que pessoa com deficiência é só mais uma pessoa no mundo, não é nenhum ser especial. A todas as pessoas com deficiência, esta vitória é de todos nós, não apenas minha. Espero que seja a porta aberta para um longo percurso rumo a uma Angola inclusiva e igual para todos.” Concluiu.

editor Editor10:20 (há 9 horas)

Conheça Janeth Meio-Dia: A jornalista cadeirante que viralizou ao surgir como rosto da Girassol TV

“Não me limito nem permito que me limitem”

Por: Hélio Cristóvão 

Janeth Meio-Dia é estudante do 4º ano do curso de Comunicação Social pela Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Agostinho Neto, que recentemente viralizou nas redes sociais durante a abertura da nova rede de televisão angolana – a “Rede Girassol”. A jovem de 25 anos de idade cedeu entrevista ao PLATINALINE e falou sobre este facto incomum que exalta a inclusão social, desafios diários e da satisfação de trabalhar naquilo que ama e estuda.

“A minha estada na Girassol (TV) significa vitória. Sou uma pessoa com deficiência, como sabem, e não são todos os dias que pessoas com deficiência são aceites em diferentes instituições, muitas vezes apresentamos um currículo que espelha muita competência mas ainda assim somos descartados pela nossa condição física.”, começou por dizer.

Diferente do que foi noticiado de forma viral, Janeth (ainda) não é apresentadora de televisão, no entanto, actua como redactora, repórter de informação de TV e pivot do jornal radiofônico das 12 horas. “Acredito que, a partir deste momento, há instituições que abrirão as portas para outras pessoas com deficiência e que essas pessoas (com deficiência) passarão a acreditar mais em si e ir atrás dos seus sonhos”.

A profissional do jornalismo deixou claro que não foi contratada devido a sua condição física, mas, pelo talento e habilidade que a Rede Girassol viu em si. “A condição física que se tem não basta para que sejamos contratados ou aceites em determinadas instituições, devemos trabalhar e mostrar que temos capacidade, foi isso que aconteceu.” Clarificou.

Questionada se já alguma vez se sentiu limitada pela condição física que apresenta, a jovem foi clara e felizarda em dizer que não. “Eu sou uma pessoa muito positiva. Reconheço que há questões que me ficam difíceis fazer ou que as vezes são possíveis, existem sim as limitações mas não tenho dificuldades de fazer as coisas que desejo. Quando acredito que posso eu vou atrás e faço. Não me limito nem permito que me limitem”, sublinhou.

Janeth Meio-Dia rendeu elogios à instituição que lhe deu a oportunidade do primeiro emprego, e diz sentir-se valorizada e fez um poderoso apelo sobre a inclusão no nosso país. “É importante que as pessoas percebam que pessoa com deficiência é só mais uma pessoa no mundo, não é nenhum ser especial. A todas as pessoas com deficiência, esta vitória é de todos nós, não apenas minha. Espero que seja a porta aberta para um longo percurso rumo a uma Angola inclusiva e igual para todos.” Concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui