Conrad Murray diz que pode provar que Michael Jackson se matou

0
156

Conrad Murray diz que pode provar que Michael Jackson se matou - Bang

De acordo com o site TMZ, Conrad Murray acredita que ainda pode provar que Michael Jackson se matou ao injetar uma dose fatal de Propofol. Ele está pedindo ao tribunal para que o deixe testar sua teoria.

Os advogados de Murray estão se mobilizando para fazer a apelação ao juiz. A reivindicação de um frasco de Propofol pode ser a chave para Murray provar sua inocência, se o juiz permitir que ele faça testes para procurar vestígios de lidocaína.

A lidocaína seria importante, pois a promotoria argumentou que Murray deu a Michael Jackson uma bolsa de soro contendo a dose fatal de Propofol e o deixou sozinho, após dar-lhe a medicação. Mas antes, ele teria misturado a lidocaína com o Propofol para aliviar a dor da droga.

Murray afirmou à publicação que, com os testes, é possível provar que não havia lidocaína no frasco, pois Jackson injetou em si mesmo uma dose pura de Propofol, o que resultou em sua morte.

Conrad Murray, que foi condenado por homicídio culposo, sem a intenção de matar, e atualmente cumpre pena na prisão de condado de Los Angeles, já fez dois pedidos de testes, mas ambos foram recusados. O juiz acredita que o pedido dos testes deveria ter sido feito antes do julgamento começar.

A equipe de advogados de Murray vai apresentar um novo pedido, na Califórnia, nesta segunda-feira (30). De acordo com a publicação, pode levar meses antes que o tribunal tome alguma decisão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui