- Publicidade -

More

    Coreon Dú um artista abstracto

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

     A começar, gostaria que o digníssimo leitor esquecesse a árvore genológica do artista em questão. Infelizmente é impossível ignorar este fato, dada tamanha semelhança que existe entre o pai e o filho e pela maneira como nós angolanos bajulamos os nossos governantes. Muitas vezes os filhos herdam não só a bajulação dos apoiantes, como o ódio (?) dos opositores. Até porque estamos num país onde tudo que fazemos se reflete naquela que é a pessoa do nosso pai ou mãe. Mas não é sobre isso que me apraz escrever. 

    coreon

    Estava eu esta tarde na academia, entenda-se ginásio, quando passou o trailer de um videoclipe onde deu para ver a estravagância na maneira de se vestir, o que para o nosso povo soa como uma maneira de se ‘desvestir’ (nem sabia que esta palavra existia). Então o pessoal reclamou que por ser filho de quem é não devia se vestir do jeito que faz. Onde está escrito? Me pergunto. Mas, o que tem as roupas do irmão? Sim, irmão. Porque somos todos filhos de Angola. Ah mas as suas roupas são feias! De que ponto de vista? Lady gaga apareceu com um vestido que parecia feito de carne bovina e muitos acharam criativo!

     

    Vamos falar um pouco de história da arte. E isso não sou eu quem inventou. Aprendi estudando na faculdade.

    Desde sempre existiram vanguardas artísticas. Depois do classicismo podemos destacar o Dadaísmo (dadá para os mais chegados). Por nenhum motivo especial. Mas uma simples busca no Google dá para notar que o que se apresenta como arte não é bem aquilo que muitos olhos angolanos estão habituados a ver. O que eu quero dizer é que, quer queiramos quer não, o companheiro é um artista e isso o faz inventar, inovar e até mesmo extravagar. Um artista, amigos, deve sempre buscar referências e eu imagino que seja isso que o mano o faz e não somente vestir do jeito que a moda diz que deve. Um artista deve criar moda! Vide os grandes e luxuosos desfiles de modas internacionais. Os da Victória Secret, pode ser um exemplo.

    Então se achamos bonito, ver o Edy Tussa vestido de ilhéu em sua música, por preservar a nossa identidade, o que tem de errado quando aparece uma outra pessoa que vista algo que nos remete a uma visão futurística? E, se no futuro andarmos todos nus? Onde vamos tirar a referência do que é vestir bem? Afinal em Angola todos devem se vestir de fatos e gravatas compradas na França ou Itália? Ou temos todos que parecer rapper com calças que escondem o quão magro somos e dão a impressão que temos algo com muito peso entre as pernas pelo que impulsionam para baixo deixando a roupa interior aparecer?

    Pois eu vejo um pouco do Dadá, nos vídeos de Coreon Du, assim como vejo Arte Póvera, assim como vejo abstracionismo e até surrealismo. E vão me perguntar, gostas? A resposta é simples: Não. Não sou fã dele, não é um artista que me tiraria de casa para ir ver o seu show. Mas isso não me dá o direito de dizer que ele se veste mal! Cada um com seus problemas! E sim, ele é um artista. Diferente de muitos que são apenas cantores, e de outros que são apenas dançarinos, além dos que são apenas músicos. Em minha opinião, ele é um artista que precisa de ser compreendido. E talvez um dia será, quando deixarmos de o ver como mero filho do presidente.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Angola Chora a Perda do Ícone do Basquetebol, Ângelo Victoriano

    Hoje, sábado, Luanda acorda envolta em tristeza pela partida do antigo capitão da Selecção Nacional de Basquetebol, Ângelo Victoriano, aos 55 anos, vítima de...

    Kwenda Magic estreia talent show nacional “O Caça-Talentos”

    O canal de televisão da DStv Kwenda Magic estreia no próximo dia 14 de abril, um novo programa na sua grelha, um talent show...

    Unitel junta-se ao Programa de Estágio Profissional do INEFOP

    INEFOP e a UNITEL oficializaram a parceria estratégica por via da assinatura do Memorando de Entendimento para a promoção do desenvolvimento profissional dos jovens...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto