- Publicidade -

More

    Do Direito para a moda, estilista Naza Dias diz ter encontrado sua verdadeira paixão

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Na primeira oportunidade que teve de escolher uma disciplina chave para o seu curso, no Rosebank college, África do Sul, Nazaré optou por escolher a Arte, e aí começou a sua paixão pela moda.

    Nascida em Luanda, caçula e única menina entre os seis filhos de sua mãe, Nazaré de Fátima Dias emigrou para as terras de Nelson Mandela, em 2011, com o intuito de se formar em Direito, mas por ironia do destino ou não, acabou por se formar em moda, uma actividade que exerce até ao momento com amor e dedicação, fruto de muito empenho e sacrifício, pois, segundo conta, enquanto terminava o ensino médio, já tinha as suas máquina de costura, e contratou apenas um costureiro para lhe dar algumas dicas sobre corte e costura, pois os tecidos e agulha já haviam conquistado seu coração por inteiro.

    Para dar um salto maior na sua carreira, a estilista formou-se em moda pela faculdade Cape Town college of fashion design, tendo trabalhado para um estilista conceituado da África do Sul, Kobus Dippenaar, e para uma boutique de noivas, Boutique Tying the knot, que contribuiu bastante na experiência e aprendizado da estilista.

    Por incrível que pareça, sua mãe não apoiou a decisão de ser estilista, pois, segundo conta, na visão de sua mãe, ela podia fazer qualquer outro curso, excepto moda. Não obstante a isso, Nazaré continuou firme com a sua decisão, até que, hoje, sua mãe é a pessoa que mais lhe apoia, e quando chegou em Angola, ofereceu-lhe um espaço no terraço de sua casa, juntamente com algumas máquinas de costurar, para montar então o seu atelier.

    Hoje, Naza Dias já é uma marca em Angola, com muitas obras feitas de qualidade, tendo recentemente a oportunidade de vestir a apresentadora Stela de Carvalho, que ao seu ver, deu-lhe uma projecção maior na sua carreira, alcançado mais de 400 seguidores em menos de 24h.

    Quanto à moda em Angola, a estilista considera que, em relação aos outros países, Angola ainda é muito fechado, as pessoas têm pouca visão sobre moda, quando as clientes vão ao seu atelier, poucas são as pessoas que querem fazer roupas do seu estilo, a maioria das vezes as pessoas querem vestir aquilo que os famosos usam, pouco se faz consultoria de imagem, para saber o que realmente se adequa ao estilo e personalidade do cliente.

    Como todo sonhador, Nazaré pretende expandir as suas obras além-fronteiras, para que a sua marca seja reconhecida também internacionalmente.

    Por: Ladiana Wemana (estagiária)

    Share this
    Tags

    A Bombar

    “Mulher detida em Luanda após acumular dívida milionária em hotel de luxo

    Uma mulher de 36 anos assumiu uma identidade falsa de empresária e se hospedou em um hotel de luxo na região do litoral sul...

    “SIC desmantela rede de falsificação de dólares provenientes da RDC em Angola”

    O Serviço de Investigação Criminal (SIC) desmantelou uma rede de indivíduos angolanos que colaboravam com estrangeiros para introduzir dólares falsificados no país, provenientes da...

    Pinóquio: A Verdadeira História” traz emoção e diversão a 31 de Maio no ZAP Cinemas

    Luanda, 23 de Maio de 2024 – A emocionante estreia de "Pinóquio, a História Verdadeira" no ZAP Cinemas traz uma nova e divertida abordagem...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto