- Publicidade -

More

    Dr0g@s levam deportação de Irina Vasconcelos de Moçambique para Angola

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Por: Helder Lourenço 

    “Vocês não têm noção de como a Irina está, isso apenas é foto se vocês verem pessoalmente, é de arrepiar”

    Irina Vasconcelos, “rainha do rock” angolano que conquistou o coração dos seus fãs com a banda “Café Negro”, foi deportada, por uso excessivo de Dr0g@s, de Moçambique para Angola, de acordo com uma fonte da embaixada de Angola em Moçambique, que falou em exclusivo ao PLATINALINE.

    Aos 38 anos, Irina Vasconcelos, empresária e também compositora, é uma das mais destacadas vozes da nova geração do panorama musical nacional de afro-jazz e alternativa rock, e esteve a receber tratamento reabilitação em Maputo, onde morava há mais de três anos com a família para superar o vício.

    A nossa fonte avança ainda que Irina abandonou o tratamento de reabilitação, e os vizinhos do edifício onde residia decidiram fazer um abaixo-assinado devido ao escândalo que a cantora fazia quando estivesse sob efeitos de Dr0g@s.

    “O estado dela já estava deplorável e sabes que nós da embaixada tratamos dos angolanos, e o marido dela vinha sempre se queixar, para além do marido os vizinhos, porque quando ela estava muito dr0gad@ fazia muita confusão e muitas das vezes feria a sensibilidade dos filhos(…). Então falamos com o marido e a família para não estar aqui porque o edifício onde ela morava já estavam a fazer o baixo-assinado, já não queriam a Irina do edifício e a situação já estava a se agravar mesmo”, Contou.

    A Embaixada de Angola em Moçambique não teve outra alternativa a não ser a deportação da “rainha do rock” na passada Terça-feira, 30 de Maio, e o companheiro de Irina Vasconcelos custeou o bilhete de passagem.

    “Vocês não têm noção de como a Irina está, isso apenas é foto se vocês verem pessoalmente é de arrepiar. Aconselhamos o marido a sair de casa com os filhos, e aquilo foi piorando, então, a solução foi deportação e pedimos a um familiar para vir para aqui, porque as pessoas não acreditavam, o passaporte da mãe estava caducado(…), então, o marido comprou o bilhete, tratamos do assunto e terça-feira a mandamos para Luanda”, concluiu.

    Irina Vasconcelos iniciou a sua carreira em 2008 como vocalista da banda de rock angolana Café Negro. Em 2014 recebeu o prémio do Grupo do Ano no Angola Music Awards, teve a oportunidade de partilhar os palcos com grande nomes da cena musical, como: José Kafala, Lokua Kanza, Lukeny Fortunato, Djeff Afrozila, Gabriel Tchiema, Aline Frazão, Jack Nkanga, Wyza Nkendy.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Africell lança campanha de diversificação de agentes com foco na criação de novos negócios:

    | A Africell está a abrir as suas portas para que empresas e particulares se tornem Agentes de Recargas Electrónicas (EVC) da Africell numa...

    ZAP proporciona momento mágico a mais de 170 crianças de lares Vidas ZAP com o grande “Show do Panda E Os Caricas”.

    Luanda, 11 de Junho de 2024 – No dia 7 de Junho, a ZAP reuniu mais de 150 crianças, na acção Vidas ZAP "Show...

    Guitarrista Texas cobra 50 mil kwanzas para colaborações musicais

    Por: Helder Lourenço O guitarrista angolano Texas revelou, em entrevista ao programa "Dia Alegre" da Platina FM (96.8), que cobra apenas 50 mil kwanzas por...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto