Eduardo Paim abandona grupo familiar no WhatsApp após actuar em evento da UNITA

0
160

Por: Hélio Cristóvão 

Desde as primeiras horas deste Sábado, 20, circula nas redes sociais um áudio na voz do consagrado músico Eduardo Paim, onde o artista revela-se agastado pelo “clima de confusão” que se criou no seio do grupo familiar por este ter cantado na cerimónia do lançamento da campanha de Adalberto Costa Júnior, no passado 17 de Novembro.

No dia anterior, o músico teria enviado uma mensagem ao referido grupo a dizer que enviaria um áudio para acalmar as pessoas, devido ao facto de ter actuado no evento: 

Apercebi-me que o clima é de confusão. Respeito as pessoas que, de algum modo, mostraram bastante ponderação na análise desta questão. Mas, também registei a atitude das pessoas que estão do outro lado. Sendo assim, com muita sinceridade e honestidade, anuncio a minha retirada do grupo”, ouve-se no áudio.

Mais para frente, o artista refere não ter tempo de certas coisas que não ajudam em nada na sua vida particular, tampouco trazem algum valor a acrescentar. “Então eu quero, com muita delicadeza, dizer: desculpem-me lá família, não é por nada, se sou do MPLA, da UNITA ou se fui cantar no aniversário do sicrano isso é um problema meu, que fique bem claro nas vossas mentes”, continuou.

Para concluir, e antes mesmo de se retirar do grupo, o considerado “Rei da Kizomba” esclareceu, “para quem quiser acreditar” que a sua participação naquele evento foi meramente profissional. 

Não vos compete me julgarem, se acham que têm esse direito é um problema vosso e isso não me afecta em nada, sendo assim, continuamos família sim mas não tenho tempo para ouvir balelas”, desabafou.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments