- Publicidade -

More

    Ex-jogador do PSG Jean-Pierre Adams morre após passar 39 anos em coma

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Mergulhado em coma desde 1982, após um terrível erro de anestesia, Jean-Pierre Adams morreu em Nîmes, nesta segunda-feira (6).

    O jogador francês, Jean-Pierre Adams, faleceu nesta segunda-feira (6), aos 73 anos. O jogador ficou 39 anos em coma após passar por uma cirurgia mal-sucedida depois de uma falha na aplicação da sua anestesia.

    Adams, que teve passagens pelo Paris Saint-Germain, Nice, Nîmes e pela selecção francesa, foi declarado morto no Hospital Universitário de Nimes, na manhã de hoje. Embora tenha jogado pela França, Adams nasceu em Dakar, Senegal, em 1948, mas chegou em França aos oito anos de idade.

    A sua história comoveu toda a França, em 1982, mas com o tempo, o jogador caiu no anonimato. Seu ex-clube, o Nîmes, prestiu condolências: “Soubemos esta manhã do falecimento de Jean-Pierre Adams. Ele usou as cores do Nîmes Olympique 84 vezes. O clube apresenta as suas mais sinceras condolências a quem está próximo dele e a sua família.”

    A luz se apagou por 39 anos

    Jean-Pierre Adams é, infelizmente, a história de uma vida perdida por um erro médico. O jogador estava a fazer um curso para ser treinador quando começou a sentir dores no joelho, e um exame detectou que o jogador havia sofrido uma lesão no tendão da parte posterior do joelho e a melhor forma de corrigir isso seria com um procedimento cirúrgico.

    No dia da operação, muitos funcionários do Hospital de Lyon estavam em grave, mas ainda sim a sua cirurgia aconteceu. O seu anestesista cuidava de oito pacientes, incluindo o jogador, ao mesmo tempo. No entanto, Adams foi assistido por um estagiário na operação.

    Muitos erros foram cometidos pelo anestesista e o estagiário. O jogador sofreu uma parada cardíaca e danos cerebrais por conta da anestesia. Ele entrou em coma profundo no dia 17 de Março de 1982.

    Na época, o estagiário disse que não estava á altura da função dada a ele: “Eu não estava à altura da tarefa que me foi confiada”. Os envolvidos foram punidos quase 10 anos depois com uma suspensão de um mês e uma multa de 750 euros.

    Adams deveria acordar poucas horas depois da cirurgia, mas isso não aconteceu, ele passou 39 anos em coma, entre o hospital e a sua casa até ser declarado morto nesta segunda-feira (6).

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Henrique Sungo e Filipe Anjos apresentam o seu novo projeto documental intitulado “Aspiracionalismo”.

    Depois de estrear na cidade de Londres, agora é a vez da cidade da Kianda receber a Santano Produções, uma produtora audiovisual do angolano...

    Fábio Hustle admite que namoraria com Malune e revela em Live que teve 14 ex-namoradas

    Por: Helder Lourenço Na noite desta quinta-feira (18), durante uma animada Live no TikTok com a participação de 3-Fine, Elisandra Elly e outros influenciadores, o...

    Conheça Legoo, única plataforma nacional de venda de ingressos que transfere dinheiro dos promotores em 24 horas

    Criar um evento e ver o seu rendimento nunca foi tão fácil, e por esta razão, a “Legoo”, plataforma angolana lançada hoje (18) no...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto