- Publicidade -
">
InícioLifestyleDesportoFim-de-Semana de Grandes Rivalidades

Fim-de-Semana de Grandes Rivalidades

- Publicidade -
">

O fim de semana que se avizinha pode ser decisivo para a corrida ao título na Inglaterra. O Manchester City corre isolado na liderança com 10 pontos de avanço. O campeão em título, Liverpool, tentará sacudir a crise, pois já está há 16 pontos do líder. Contudo, no sábado, 20, a história não será de disputa de pontos ou títulos, mas sim de honra e glória. O Liverpool recebe o seu eterno rival, o Everto, no chamado derby de Merseyside.

Os Reds parece que abandonaram a disputa pelo título, querem agora garantir um lugar para a Champions League da próxima temporada.

O Everton está na mesma corrida e a chance de não só afundar ainda mais as aspirações do título dos seus rivais, mas também prejudicar as suas ambições europeias, é algo que Carlo Ancelotti e seus pupilos irão apreciar.

“Como disse quando cheguei aqui, levar o Everton para a Champions League é uma motivação fantástica para mim, pessoalmente. É uma grande vontade”, disse Ancelotti. “Será importante para nós entendermos onde queremos estar. Queremos lutar pelos seis primeiros, pelos quatro primeiros. Essa é a meta que temos para o futuro. Não sei quanto tempo vai demorar. Espero que em breve possamos disputar a Champions League porque é a melhor competição do mundo”.

No domingo, 21, outro grande confronto será a recepção do Arsenal ao Manchester City no Emirates Stadium, em Londres, com o pelotão de perseguição a espera que os Gunners possam colocar um fim na forma de fuga dos Citizens.

O técnico do Arsenal, Mikel Arteta, espera que o ataque da sua equipa possa engrenar em alta velocidade: “Não estou realmente interessado na posse de bola – são as decisões que tomamos com essa posse, os espaços que atacamos e quantas situações abertas criamos”, ele explicou.

“É sobre o passe final, o movimento final, as situações um-a-um em que é claro que você tem que acertar o alvo, os cortes, as entregas na caixa. Todas essas coisas temos que melhorar porque com os números que produzimos no terço final, temos que atingir a meta pelo menos 10 ou 12 vezes.”

Em Espanha, o líder Atletico Madrid recebe o Levante no Estádio Wanda Metropolitano no final da tarde de sábado, 20 de fevereiro. O Atlético está perfeitamente posicionado para seguir em frente e conquistar o seu primeiro título da La Liga desde 2013-14, aproveitando ao máximo as fraquezas e inconsistências dos rivais Real Madrid e Barcelona.

O treinador Diego Simeone exortou sua equipe a “continuar a jogar jogo a jogo”.

O estratega argentino acrescentou: “Os jogadores têm que competir entre si e exigir jogar para gerar essa competição entre nós. Então virá a Champions League, onde esperamos lutar até o final, e precisamos de todos para isso. Eu só me preocupo em ser o melhor possível no que vier.”

O Atlético também pode se consolar com o facto de não perder para o Levante desde a derrota por 2 a 1 em maio de 2016, com o último encontro das equipas, esta semana, 17/fevereiro (jogo de acerto de calendário) acabado num empate a 1 golo.

O campeão Real Madrid viajará para o Estádio Municipal José Zorrilla para enfrentar o Real Valladolid na noite de sábado. Os Pucelanos não derrotam os Los Blancos desde 2008, mas a campanha instável do Real os deixa prontos para uma derrota desagradável – mesmo contra uma equipa que luta contra a perspectiva de rebaixamento.

O Barcelona também teve o seu quinhão de lutas nesta temporada, embora os homens de Ronald Koeman tenham melhorado desde a virada do ano e estejam confiantes, o abalo com a derrota na Champions pode motivar o Cadiz na tarde de domingo.

Os Blaugrana vai continuar a sentir a falta do empolgante jovem Ansu Fati enquanto se recupera de uma cirurgia no joelho, e Koeman pede paciência: “Por respeito ao jogador, não sou a pessoa para falar sobre sua recuperação”, disse o holandês.

“Você tem que ter respeito por ele e eu não sou a favor de coisas apressadas. Quando houver uma actualização, iremos comunicá-la. O mais importante é que ele se recupere com calma. Ele tem muito futuro pela frente e você tem que fazer as coisas certas.”

Na Série A, neste fim-de-semana, Milan e Internazionale enfrentam-se no Derby della Madonnina (derby de Milão) na tarde de domingo, 21 de fevereiro. Este confronto não é apenas sobre o direito de se exibir em uma das maiores cidades de Itália, mas também será a chave para decidir o Scudetto – com as equipas numa batalha campal para tentar impedir a Juventus de conquistar o décimo título consecutivo.

Normalmente não há falta de “vantagem” nesta partida, mas haverá ainda mais desta vez após o último confronto – uma vitória por 2 a 1 do Inter na Taça de Itália no final de janeiro – provocou uma explosão verbal entre as estrelas Zlatan Ibrahimovic e Romelu Lukaku.

O técnico do Milan, Stefano Pioli, pediu que ‘Ibra’ continue a desafiar a sua idade, com o jogador de 39 anos a bater a marca de 500 golos na carreira: “Zlatan está feliz connosco e acho que será a primeira coisa sobre esta equipa é que os jogadores estão felizes. Estamos com um clube enorme, todos querem jogar bem e acho que é certo que ele continue a jogar, e que o faça connosco.”

“Ele é um atleta muito motivado, é escrupuloso na forma como cuida do corpo desde a alimentação à recuperação. Ele está cansado, mas você não fica neste nível por tanto tempo sem cuidar de si mesmo.”

Se os gigantes do Milan empatarem e tirarem pontos um ao outro, a equipa que espera capitalizar será, claro, a Juventus, que completa a rodada com um confronto na noite de segunda-feira contra o Crotone. O guarda-redes da Juve, Wojciech Szczesny, diz que a equipa “encontrou mais equilíbrio, está permitindo menos oportunidades de golos aos nossos adversários nas últimas semanas e precisa continuar assim. Ao mesmo tempo, também devemos estar cientes de que temos que continuar melhorando.”. Contudo, a derrota na Champions para o Porto por 2-1, não passará certamente despercebida.

A rodada também apresenta um possível suspense entre Atalanta e Napoli na noite de domingo, com a equipa de Gatusso a procura da “dobrada” sobre La Dea após um enfático triunfo por 4-1 em Nápoles em outubro de 2020. O técnico do Atalanta, Gian Piero Gasperini, admitiu que a sua equipa enfrenta um cronograma implacável: “Estamos a usar os mesmos defesas e isso pode levar ao cansaço em algumas áreas da equipa”.

A acção das principais ligas de futebol da Europa continua na DStv, nos canais SuperSport.

Para mais informações, visite: www.dstvafrica.com/pt

- Publicidade -spot_img
Mais recentes
Artigos relacionados
- Publicidade -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments