- Publicidade -

More

    Fundação Sindika Dokolo participa na maior feira mundial de arte africana

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    donoklo.jpg

    Sindika Dokolo, coleccionador de arte africana e presidente da Fundação Sindika Dokolo, sedeada em Angola, será um dos principais oradores na maior feira internacional de arte africana contemporânea, a decorrer de 16 a 19 de Outubro de 2014, em Londres.

    A “1:54” é uma feira de arte dedicada exclusivamente à arte africana contemporânea, onde participam compradores e entusiastas de arte e onde serão expostos os trabalhos de mais de 100 autores de 27 galerias, entre os quais obras do artista angolano Edson Chagas.

    Sindika Dokolo intervém no painel de dia 19 de Outubro, enquanto fundador da Fundação Sindika Dokolo, responsável pela mais importante colecção de arte contemporânea africana, actualmente com cerca de cinco mil obras, e que patrocina esta feira, no âmbito do seu compromisso em estimular e promover a arte contemporânea em África.

    Sindika Dokolo refere: “A minha ambição é constituir ao longo do tempo a melhor colecção contemporânea possível em África. Não a mais cara, nem a maior em volume, mas aquela que estimula e enriquece o melhor da cena artística africana”.

    A Fundação dedica-se a coleccionar, preservar, salvaguardar e difundir a produção artística contemporânea do continente africano, com especial incidência em Angola, bem como promover a reflexão e a difusão do pensamento filosófico e a estética da arte africana contemporânea.

    A feira “1:54”, que tem lugar no centro cultural londrino Somerset House, apresenta as peças de arte africana de mais elevada qualidade mundial, reunindo galerias, artistas, curadores, centros de arte e museus envolvidos em projetos africanos ou relacionados com África, como forma de promover o trabalho de novos talentos junto da comunidade internacional.  Acontece à margem  do “London Frieze Art Fair”, um dos maiores eventos de arte a nível internacional que decorre todos os anos, em Outubro, no Regent’s Park em Londres, com cerca de 68.000 visitantes anualmente.

    Sindika Dokolo irá ainda, juntamente com o designer Ozwald Boateng, fundadador da Fundação Made In Africa, promover um jantar na noite de 18 de Outubro, em Londres, em honra dos artistas de descendência africana cujas obras estarão expostas na feira, tais como Glenn Ligon, Wangechi Mutu, Kerry James Marshall, Carrie Mae Weems e Steve McQueen.

    A Fundação Sindika Dokolo foi responsável pelo lançamento da primeira Trienal africana, no coração do continente, e tem planos para realizar a terceira Trienal de Luanda em 2015, incluindo uma iniciativa para estender o seu alcance artístico e educativo ao criar o primeiro Centro de Arte Contemporânea em Luanda, dedicado à pesquisa, colecção e exibição de artes visuais em Angola.

    Sobre Sindika Dokolo

    Sindika Dokolo é um empresário congolês e colecionador de arte que começou a sua carreira ao construir uma das mais importantes colecções em África em 2003. Fundou a Colecção Contemporânea Africana Sindika Dokolo, sedeada em Luanda, Angola, em parte feita da Colecção Hans Bogatzke, que foi comprada por Dokolo em Junho de 2005. A colecção inclui mais de 5.000 peças, de 140 artistas, de 28 países africanos.

     
    Share this
    Tags

    A Bombar

    Angola Chora a Perda do Ícone do Basquetebol, Ângelo Victoriano

    Hoje, sábado, Luanda acorda envolta em tristeza pela partida do antigo capitão da Selecção Nacional de Basquetebol, Ângelo Victoriano, aos 55 anos, vítima de...

    Kwenda Magic estreia talent show nacional “O Caça-Talentos”

    O canal de televisão da DStv Kwenda Magic estreia no próximo dia 14 de abril, um novo programa na sua grelha, um talent show...

    Unitel junta-se ao Programa de Estágio Profissional do INEFOP

    INEFOP e a UNITEL oficializaram a parceria estratégica por via da assinatura do Memorando de Entendimento para a promoção do desenvolvimento profissional dos jovens...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto