- Publicidade -

More

    Gany Ferreira o actor angolano que brilha na Novela “A Única Mulher”

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

     

    Entrevista de Gany Ferreira, actor

    Gany Ferreira,  “Trabalho ao máximo para viver da profissão de actor ”

    Texto de Fidji Figueiredo

    Estreou em 2012 na telenovela de produção nacional “Windeck” onde interpretou a vida de um jornalista e fotógrafo. O personagem não alcançou o impacto esperado, mas serviu como uma escola para o aperfeiçoamento da sua carreira.

    À residir actualmente em Portugal onde conclui a licenciatura em Economia, Gany Ferreira, de 25 anos, é um dos actores angolanos que integra o elenco da telenovela portuguesa “A Única Mulher”, produzida pela Plural Entertainment e gravada entre Portugal e Angola.

    Exibida no canal de televisão TVI, desde 15 de Março do corrente ano, conta também com a participação da cantora Pérola como atriz e das famosas atrizes portuguesas Rita Pereira e Alexandra Lencastre.

     A banda sonora traz as vozes de Anselmo Ralph, Kataleya, Yola Semedo, C4 Pedro e Paulo Flores, entre outros músicos.

    O actor que está a viver um dos momentos mais felizes da sua carreira pelo personagem e o grande êxito da trama nos países lusófonos, revelou todos os pormenores da sua participação em exclusivo à Platina Line, numa conversa bastante animada! Acompanhe!

    Platina Line (PL): Fala-nos do seu personagem.

    Gany Ferreira (GF): Bem. Kizua Kianda é um assistente pessoal de Yolanda Gâmboa, uma viúva ricaça que está a falir, e o Kizua é o seu braço direito. É o jovem que lhe vai ajudar nas dificuldades que ultrapassará durante toda a história. De classe média baixa, a sua vivência com o mundo dos ricos fez com que ele aprendesse certos truques de estar e de viver como os ricos.

    E o que mais lhe encanta neste papel?

    É por ele ser uma pessoa bondosa! Um sonhador que embora se meta em muitas trapalhadas, tenta sempre fazer o bem! Só que como ele é muito trapalhão, acaba por nunca conseguir de o fazer e estragar sempre tudo! Essa é a parte engraçada deste personagem! E consegui-lo desenvolver e construir dessa forma, é um grande regozijo!

    Como surge o gosto pelas artes cénicas?

    A paixão surge desde a minha infância quando imitava os filmes que via na televisão.  Desde a acção aos desenhos animados. E as novelas em que o meu avó Jete Rita-actor e músico-participou como o “Milongo” onde encarnou o personagem de Kauma, um grande kimbanda que curava os doentes na sua aldeia e fazia feitiço para ajudar as mulheres casadas com os brancos a serem mais amadas pelos seus respectivos maridos. E mesmo às brincadeiras com os meus irmãos tendenciaram para tal. Embora ter sido aos doze anos que fora convidado a fazer parte do elenco de teatro da escola secundária onde estudava na altura, que fez despontar ainda mais todo o interesse e reconhecer realmente que era aquilo que pretendia fazer a vida toda!

    Entrevista_perola1.jpg

    Portanto é a sua grande paixão?

    Claro!! A representação e a música são os meus grandes amores! Embora esteja um pouco afastado da música e estar mais focado à representação. Mas espero futuramente criar um projecto envolvendo a música.

    E quando acontece a estreia em uma telenovela?

     Foi em Abril de 2012 quando tive a oportunidade de entrar para o elenco de Windeck. A primeira produção da Semba Comunicação feita entre Portugal e Angola. Foi um projecto muito bonito, de grande investimento e de um cariz notório! A minha personagem foi a de um jornalista e fotógrafo da revista Divo. Dedicado à sua profissão, entrevistava, fotografava e seguia as fofocas na redacção. Risos! A personagem não teve um impacto notório na novela, mas serviu como uma escola. Um primeiro grande passo prá mim e, consequentemente fez com que fizesse parte da  A Única Mulher, já com mais bases trazida da escola que foi o Windeck .

    Que dificuldades teve à princípio ?

    De princípio foram mais de enquadramento. Não na altura em que comecei. Mas numa fase um pouco mais avançada em que estava já no registo de iniciação ao profissionalismo, ou onde tudo começou a mostrar-se quase possível. Acho que as dificuldades de princípio são normais e quase toda a gente passa por ela. Mas mantendo a fé e a crença de que somos capazes de fazer aquilo que gostámos e amámos, tudo se ultrapassa!

    Está a travessar um grande momento da sua carreira, pois seu personagem é um dos principais na A Única Mulher. Como surge o convite?

    Surge através da Plural Castings. Consegui passar ao casting, primeiro numa pré-selecção e logo depois veio-se a confirmar de que fui realmente escolhido para o papel que hoje desempenho!

    Qual é o feedback que tem recebido do público?

    Opúblico parece estar muito divertido com esse personagem! Noto sempre que me abordam na rua, os sorrisos são imensos! As pessoas querem abraços! Beijinhos! E saber se eu fico ou não com a patroa. Nota-se ali que eles seguem este trabalho e que estão realmente entusiasmado com o Kizua! E acham-lhe muita…muita graça! Assim como o acho também! E sinto-me sortudo por ter sido eu a encarná-lo!

    netrevista_perola2.jpg

    Como reage quando se vê na tela?

     Eu adoro tudo aquilo que faço! E quando assisto é claro que me advém logo um sorriso no rosto! Embora às vezes…não sei…penso que não gosto muito de me ver na tela! Talvez seja estranho! Não sei! Mas o facto de estar a fazer um trabalho que depois noto às pessoas gostaram daquilo que fiz, já consigo tirar esse pensamento de que não gosto de me ver ali na tela. E acabo por ficar sempre com um grande sorriso no rosto ao assistir aquilo que eu próprio acabei por fazer!

    É possível viver só da profissão de Actor?

    Sim, é possível! O meu lema é “Homem Sonha, Obras nascem”, pois acredito que quando um homem sonha, as obras nascem! Daí que trabalho ao máximo sempre, de forma que possa viver da profissão de actor! Basta mantermos-nos firmes, energéticos e com vontade de fazermos bem as coisas.

    Contracenou com a Pérola num dos capítulos desta novela. O que achou da actuação dela?

    A Pérola entra na novela interpretando-se a si mesma, ou seja, participa como cantora. Uma grande artista de Angola que vai a Portugal com o objectivo de realizar uma tournée pela Europa. E cruza-se com o Kizua que lhe tenta enganar, fazendo-a passar como se tivesse uma relação amorosa entre ambos com o intuito de provocar ciúmes à sua patroa, Yolanda Gâmboa, de quem realmente ele gosta e quer ficar. Portanto, a Pérola desempenhou maravilhosamente o personagem de si mesma, o que não é fácil!

     E prá quem não tinha muita experiência em televisão achei-a fantástica pelo facto de agarrar no guião e devorá-lo de uma forma fenomenal! E conseguir tanta naturalidade para encarnar sua personagem! Ela é sem dúvidas uma diva e uma grande referência prá toda à juventude angolana!

    E, o facto de ela ter entrado na novela faz com que haja maior ligação entre África e Europa. Não só com Portugal mas a nível mundial. As coisas mudaram e ela é uma dessas demonstrações de que o mundo tem  muito mais ainda para nos proporcionar! Foi um orgulho trabalhar com uma das melhores cantoras do nosso país!

    2015-04-29-AUM_047_37_MG_8970.jpg

    Share this
    Tags

    A Bombar

    “Mulher detida em Luanda após acumular dívida milionária em hotel de luxo

    Uma mulher de 36 anos assumiu uma identidade falsa de empresária e se hospedou em um hotel de luxo na região do litoral sul...

    “SIC desmantela rede de falsificação de dólares provenientes da RDC em Angola”

    O Serviço de Investigação Criminal (SIC) desmantelou uma rede de indivíduos angolanos que colaboravam com estrangeiros para introduzir dólares falsificados no país, provenientes da...

    Pinóquio: A Verdadeira História” traz emoção e diversão a 31 de Maio no ZAP Cinemas

    Luanda, 23 de Maio de 2024 – A emocionante estreia de "Pinóquio, a História Verdadeira" no ZAP Cinemas traz uma nova e divertida abordagem...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto