Gildo Pimentel é o primeiro angolano a vencer medalha de bronze no Prémio Internacional de Mangá do Japão

0
415

O artista de banda desenhada e animação em 2D, Gildo Pimentel, que conquistou uma medalha de bronze no Prémio Internacional de Mangá do Japão, esteve em entrevista ao PLATINALINE, durante a qual contou sobre a sua experiência no concurso e falou também sobre a dificuldade que os artistas têm em promover os seus trabalhos em Angola.

Questionado sobre a importância desta arte em Angola, Gildo respondeu que tem o objectivo de ajudar no desenvolvimento cognitivo da criança através da banda desenhada ou animação, o que influencia no crescimento pessoal e agregação de valores para toda a vida, acrescentando que esta arte tem a capacidade de moldar muitas pessoas para o bom caminho.

“Sinto-me feliz pela oportunidade que um país estrangeiro me deu, e que abre as portas para mim e para outros artistas angolanos. Isto faz-me pensar também que as pessoas que têm poder possam financiar e acreditar que apoiar na banda desenhada sobretudo nacional realmente vale a pena”, contou Gildo Pimentel.

Segundo o animador em 2D, Gildo Pimentel, as dificuldades que se encontram estão mais viradas à falta de formação na área (que não existe em Angola), apoio para a produção de projectos individuais, divulgação e distribuição, sublinhando a necessidade de haver promoção de artistas e das suas obras nacionais.

Vale recordar que, num horizonte de 200 participantes, Gildo Pimentel destacou-se no concurso com o tema “Monstro de Dikixi”, e é o primeiro angolano a merecer a distinção, isto na sua segunda participação, e foi homenageado pelo embaixador do Japão em Angola, Jiro Maruhashi, recebendo uma medalha de bronze e um diploma de reconhecimento.

Por: Arieth Silva (estagiária)

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments