- Publicidade -

More

    “Há artistas angolanos que cobram mais de 10 milhões para actuar”, diz Guelmo Cruz

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    O jornalista e promotor de eventos angolano, Guelmo Cruz, foi um dos convidados do programa “A Tarde é Nossa”, da TV Zimbo, nesta Segunda-feira(06), para participar de um debate sobre o caché dos artistas, onde deixou claro que muitos são os fazedores de arte que têm ganhos milionários com as actividades.

    Após a revelação feita por Gerilson Insrael sobre o caché actual, muitos ficaram surpresos com o valor de 10 milhões de Kwanzas por uma actuação. Guelmo, questionado sobre o assunto, destacou que existem artistas que cobram mais do que o valor mencionado, chegando a 35 milhões de Kwanzas por evento.

    “Se eu fosse, sou jornalista, não teria nenhum receio em dizer os cachés, porque há um jornalismo que se chama investigação, mas eu tenho aqui uma fronteira ética muito grande, eu sou produtor de espectáculos e não tenho direito de estar aqui a dizer os cachés dos nossos artistas, mas é preciso fazer chegar a mensagem ao nosso público que há artistas angolanos que cobram mais de 10 milhões de kwanzas para actuar”, começou.

    Para mais considerações a respeito das alegações de Gelmo, confira o vídeo.

    Por: Vanilson Gourgel

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Casal presidencial passeia pelas dunas do Parque Nacional do Iona

         O Presidente da República andou de moto nas dunas do Parque Nacional do Iona. Um momento de descontracção com o qual lançou um...

    TAAG põe fim a acordo com Hi-Fly e volta a assegurar na totalidade voos Luanda-Lisboa

    No seguimento do plano de manutenção e recuperação da frota e, no sentido de responder melhor às necessidades do mercado e a estratégia de...

    Hildebrando de Melo na 15º Bienal de Havana em Cuba

    A 15ª Bienal de Havana, que ocorrerá de 15 de novembro de 2024 a 28 de fevereiro de 2025, contará com a presença do...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto