- Publicidade -
InícioVidasFamososHadjalmar El Vaim desafia padrões de beleza: “Não nasci para seguir padrões”

Hadjalmar El Vaim desafia padrões de beleza: “Não nasci para seguir padrões”

- Publicidade -

Por: Hélio Cristóvão

Desde 1999 que escolheu investir no universo da moda, o CEO da Hadja Models falou com exclusividade ao PLATINALINE, numa entrevista intimista com o repórter Hélio Cristóvão, sobre a sua insistência na quebra de padrões de beleza, sua contribuição no desenvolvimento da moda em Angola, bem como a  reacção face às críticas que surgem em torno do seu nome.

“O meu dia a dia é fazer coisas fora da caixa… Todos sabemos que existe um padrão ditado pela sociedade quando o assunto é beleza, os homens devem cortar o cabelo! As pessoas devem ser magras se não em todo lado ouves que estás tão gordo, etc. Esta escravidão de fazer só o que os outros acham correcto assassina a auto-estima, produz uma guerra contra o espelho e gera uma rejeição terrível. Então eu faço o que bem me apetece, algumas vezes gera comentários que não me agradam mas o que vejo no espelho SEMPRE me agrada”, começou por dizer.

Apesar de estar sujeito a ser directamente afectado com as críticas e boatos à volta do seu nome e do seu trabalho, Hadjalmar refere que passou a conhecer a fundo as suas potencialidades, tendo sabido filtrar o que deve e não deve considerar.
“Nós, seres humanos, sobretudo pessoas mais jovens temos a auto-estima sujeita a ser cada vez mais afectada pela tecnologia, pois a personalidade e a identidade estão em permanente formação ou evolução e a auto-estima faz parte deste combro, dependendo directamente do referencial que a pessoa recebe do mundo, e se ela é hostilizada ou ridicularizada nas redes sociais, certamente, a pessoa terá baixa auto-estima, pois assume como verdade o que ouve sobre si, uma vez que ainda não conhece a fundo as suas potencialidades, e desconhece, muitas vezes, que os outros são maldosos. E cada vez existe mais gente maldosa.”

O fundador do concurso Mister Angola salientou que, além de ser uma pauta sensível para si, está directamente ligado ao seu trabalho e acaba por afectar todas as pessoas que trabalham com moda ou com o entretenimento de um modo geral.
“E se não afecta hoje, já afectou algum dia.” , rematou.

- Publicidade -spot_img
Mais recentes
Artigos relacionados
- Publicidade -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments