- Publicidade -

More

    Jay-Z entrevista Gwyneth Paltrow

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    No comando do Lifeandtimes.com, Jay-Z entrevistou a sua amiga, a  atriz Gwyneth Paltrow , ganhora de Oscars, que se revelou uma grande fã de Rap dos anos 80 a 90. siga  a entrevista:

    Shawn Carter: Atriz vencedora de oscars, e minha irmã, Gwyneth Paltrow, me mandou um e-mail dizendo, “Amei sei novo site. Posso te perguntar umas 5 perguntas sobre ele?” e eu respondi, “eu respondo se você me responder algumas”. Aqui estão as minhas.

    Shawn Carter: O público vem aos poucos descobrindo sua habilidade em cantar. Quando você descobriu que tinha este talento?
    Gwyneth Paltrow: Eu meio que sempre cantei. Minha mãe tinha uma grande voz, e estava sempre cantando Jazz pela casa, e eu acho que ela passou sua musicalidade para mim e para meu irmão. Quando eu cantei com você a alguns anos atrás, foi terrivel. Acho que foi o fim. Isso me surpreendeu mais que qualquer um. Mas eu adorei.

    SC: Pessoalmente eu estive muito surpreso com seu extenso conhecimento sobre o Hip Hop. Você consegue cantar as músicas dos anos 90 palavra por palavra. Nem meu eu consigo isso! Como uma garota de Spence descobriu o Hip-hop?
    GP: Meu primeiro contato com o Hip-hop foi com 16 anos, em 1988, por causa de uns garotos no colegial. Os Beastie Boys foram meu começo. Escutavamos Public EnemyRun-DMCLL Cool J. Mas então eu fui para L.A. no verão, e descobri oN.W.A, o que virou minha obsessão. Eu estava fascinada pelas letras e ritmos, e pela perspectiva diferente que Dre tinha, eu acho Eazy-E uma das vozes mais irônicas e brilhantes que já existiu no hip-hop. Foi um acidente eu aprender cada palavra da‘Straigh Outta Compton’. porque, A) Eu não tinha conhecimento em termos do que era a cultura. B) Era uma coisa que eu amava, e que meus pais não aprovariam. Mas era ótimo. Eu não consigo lembrar do que comi noite passada, mas eu posso cantar palavra por palavra da “Fuck The Police”, ou “It Takes Two”.

    SC: Isso não se extendeu ao Rock também?
    GP: Eu nunca fui muito da cultura pop dos anos 80 e 90. Além do Hip-hop que eu amava, eu curtia também coisas alternativas como New Order (que virou bem mainstream depois), The Cure, e bandas tipo Yaz e Book of Love. Mas quando Nirvana surgiu, eu pirei. Eu lembro de ouvir Nevermind por dias seguidos junto com minhas amigas de faculdade, fascinada pela música, assim como todos naquela época.

    SC: Jogo rápido. Miles ou Coltrane?
    GP: Miles

    SC: The Beatles ou The Rolling Stones?

    GP: Beatles

    SC: Patsy Cline ou Billie Holiday?

    GP: Billie H

    SC: Biggie ou PAC?
    GP: Biggie com certeza

    SC:Michael ou Prince?
    GP: Prince!

    SC: E para terminar, você um dia vai lançar um álbum?
    GP: Seu eu faria um álbum? Será? nunca diga nunca.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Henrique Sungo e Filipe Anjos apresentam o seu novo projeto documental intitulado “Aspiracionalismo”.

    Depois de estrear na cidade de Londres, agora é a vez da cidade da Kianda receber a Santano Produções, uma produtora audiovisual do angolano...

    Fábio Hustle admite que namoraria com Malune e revela em Live que teve 14 ex-namoradas

    Por: Helder Lourenço Na noite desta quinta-feira (18), durante uma animada Live no TikTok com a participação de 3-Fine, Elisandra Elly e outros influenciadores, o...

    Conheça Legoo, única plataforma nacional de venda de ingressos que transfere dinheiro dos promotores em 24 horas

    Criar um evento e ver o seu rendimento nunca foi tão fácil, e por esta razão, a “Legoo”, plataforma angolana lançada hoje (18) no...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto