O rapper Jay-Z vendeu a sua participação no Tidal, serviço de distribuição digital de música, por cerca de 350 milhões de dólares (291 milhões de euros) ao cofundador do Twitter, Jack Dorsey, avançou o site TMZ (acesso livre).

O produtor musical e empresário norte-americano era dono da maior parte da plataforma de streaming, que criou há seis anos por 56 milhões de dólares (47 milhões de euros) numa parceria com vários artistas, incluindo a Beyoncé, Madonna e Kanye West.

O cofundador do Twitter já tinha anunciado em março a intenção de adquirir o Tidal. Com esta venda, a Square, empresa de serviços financeiros propriedade de Jack Dorsey, obtém 80% da propriedade da Tidal, incluindo os acordos de licenciamento com as principais editoras discográficas.