Job em Portugal para recuperar fisicamente e perder o medo

0
140

O calvário de Job – desde que, há pouco mais de um ano, fraturou o perónio da perna direita num jogo com o 1.º de Agosto – ainda não acabou e a direção, departamento médico, técnico e o próprio jogador do Petro de Luanda decidiram que era tempo de fazer uma paragem. O jogador – que o anterior treinador, Miroslav Maksimovic, apelidou de «Messi do Petro e de Angola» – segue amanhã viagem para Portugal, onde vai fazer um trabalho físico e psicológico que lhe permita regressar em melhores condições.

Job é, talvez, o mais acarinhado dos jogadores pelos angolanos, teve alta em Setembro último, mas ainda não conseguiu atingir o nível desportivo e de confiança que o ajudaram a tornar-se um jogador carismático no Petro e na Seleção angolana.

Treinador incentiva Miller Gomes, o treinador do Petro, elogia a força de vontade de Job em ultrapassar este momento, ao mesmo tempo que reafirma a crença de que quando acabar o tratamento Job estará de volta e em grande.

«Nas condições em que se encontra, Job pode jogar, mas pensámos bem e achamos que é preciso salvaguarda-lo. Ele precisa recuperar bem, reconquistar os índices de confiança, afastar a ansiedade e definitivamente perder o medo. É um grande jogador e muito importante para nós, temos que ter o discernimento necessário e não podemos forçar a sua utilização», comentou Miller Gomes. Que juntou:

– Tem sido fantástica a atitude dele e isso vai ser benéfico para a sua recuperação espero que o tratamento que vai fazer agora em Portugal o tragam de volta, o mais rapidamente possível as nossas opções.

Job é o mais acarinhado dos jogadores angolanos (foto )

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui