- Publicidade -

More

    Jornalista Antônio Campos no ritual dos filhos Gandhy

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    O jornalista Angolano Antonio campos foi visto durante a passagem da Platina Line em salvador na apresentação do bloco dos filhos Gandhy, representando Angola na aquele que considerado um dos rituais mais antigos e dos mais esperados no carnaval de salvador da Bahia. Falando a nossa reportagem ele mostrou-se feliz e disse que todos anos é convidado e orgulha-se de ser dos poucos se não único Angolano neste importante bloco. Que são sos filhos de Gandhy

    durante suas passagens nos circuitos de Carnaval em Salvador, na Bahia. Predominantemente formado por homens, o bloco criado em 1949 atrai muitas pessoas para vê-los passar, principalmente mulheres.

    Bonitos, com roupas imponentes, chapéus brancos e cheios de colares no pescoço, os Filhos de Gandhy não deixam de paquerar e serem paquerados. Porém, eles fazem questão de dizer que este não é o primordial.

    “Tem muita gente que se aproveita disso para sair no bloco e muita menina que fica na corda esperando isso. Mas é normal se você olhar uma menina e você gostar dela e ela de você, você vai lá dá um colar e ganha um beijo. Mas não é no nível que as pessoas comentam, não. É se você estiver com vontade, só isso”, disse ao Terra Luiz Antônio Lacerda, de 63 anos, que desfila há 10 no bloco.

     

    A troca do colar por um beijo acontece quando uma menina deixa o rapaz colocar o adorno no pescoço dela. Ele continua no pescoço dele e este só vai definitivamente para a menina depois do beijo. “Eu dou o colar para muita gente, não por causa do beijo. Mas se ela quiser me beijar, melhor”, entregou Marcos Oliveira, de 31 anos e no bloco há 7.

    Marcos calcula que entrega cerca de dez colares em cada desfile. “Gosto de dar para as crianças e para as pessoas que pedem. O objetivo é distribuir a paz. Mas os meninos aqui beijam sim, acontece bastante”, completou.

    Conforme o bloco vai passando, muitas mulheres vão se aproximando para ver a apresentação que, além de bonita, é muito significativa para quem é de religiões afro-brasileiras como o candomblé. Neste momento, a paquera fica mais freqüente, afinal é Carnaval.

    O Terra acompanhou a passagem dos Filhos de Gandhy e, em cerca de dez minutos, quatro beijos aconteceram na corda com a troca de colares – e alguns “foras” também -, em um espaço de 1 km.

    Ao fim da passagem do bloco, os integrantes se misturam ao público na avenida e formam filas ao lado dos cordões para tentar “laçar” as meninas que estão nos outros blocos. Fim dos “trabalhos”, é o início da diversão.

    Ritual

    A referência afro é bastante evidente no desfile. Tambores, músicas em homenagem a entidades espirituais como Oxum, Ogum e Iemanjá e dança fazem parte do espetáculo. Antes da saída, os integrantes pedem permissão em uma oração aos deuses para seguir.

    A alfazema que espirram no ar tem o intuito de “limpar” o ambiente das energias negativas e trazer bons fluídos à Bahia. É um bloco calmo, em que os integrantes vão entoando os cantos e dançando tranquilamente. A vista de cima dá a ideia de um tapete branco. “Não é obrigatório ser de alguma religião, mas por ser afro a maioria aqui é do candomblé. O que a gente quer mesmo é levar a paz”, disse Luiz Antônio.

    Nova Orleans

    A troca de colar não é exclusividade de Salvador. Em Nova Orleans, nos Estados Unidos, os adornos servem para ver os seios das meninas. Eles jogam as contas em troca da mulher levantar a blusa.

    O Mardi Gras, no século 19, jogava os colares de contas de plástico para os foliões como saudação. Na década de 70, porém, a tradição mudou quando universitárias bêbadas passaram a mostrar os seios para conquistá-los.

     

     

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Henrique Sungo e Filipe Anjos apresentam o seu novo projeto documental intitulado “Aspiracionalismo”.

    Depois de estrear na cidade de Londres, agora é a vez da cidade da Kianda receber a Santano Produções, uma produtora audiovisual do angolano...

    Fábio Hustle admite que namoraria com Malune e revela em Live que teve 14 ex-namoradas

    Por: Helder Lourenço Na noite desta quinta-feira (18), durante uma animada Live no TikTok com a participação de 3-Fine, Elisandra Elly e outros influenciadores, o...

    Conheça Legoo, única plataforma nacional de venda de ingressos que transfere dinheiro dos promotores em 24 horas

    Criar um evento e ver o seu rendimento nunca foi tão fácil, e por esta razão, a “Legoo”, plataforma angolana lançada hoje (18) no...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto